Gente famosa

Virginia Fonseca e a barriga chapada pós parto; especialista explica riscos

Luiz Haroldo Pereira, médico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, faz um alerta sobre a pressão que as redes sociais têm causado nas mulheres

Publicado em 30/07/2021 21:30 Atualizado em 30/07/2021 22:15
logo
Por Carlos Rocha
Virginia Fonseca e a barriga chapada pós parto; especialista explica riscos

Virginia Fonseca e a barriga chapada pós parto; especialista explica riscos (Foto: Reprodução)

Após surgir nas redes sociais com a barriga chapada, mesmo após dar à luz recentemente, a influenciadora digital Virginia Fonseca se viu em meio a uma polêmica. A jovem começou a receber críticas por exibir a barriga sem flacidez e as seguidoras alegavam que aquilo não é natural e poderia ocasionar a não aceitação do próprio corpo por parte de mães de recém nascidos que não conceguem o "feito milagroso" em um curto período de tempo.

Virgínia alegou que fe zuma lipoaspiração e uma lipo LAD antes de engravidar e isso influencia na perda do peso adquirido na gestação. Ela afirmou ainda que publica fotos, mas não com a intenção das pessoas se compararem a ela. Mas o que os especialistas dizem a esse respeito?

Luiz Haroldo Pereira, médico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, faz um alerta sobre a pressão que as redes sociais têm causado nas mulheres. Nos últimos dias a barriga "chapada" de Virgínia Fonseca, conquistada apenas dois meses após dar à luz, viralizou e gerou polêmica. A influencer de 22 anos celebrou que, após o nascimento da filha, em 30 de maio, os efeitos da lipo LAD voltaram a aparecer. Muitas pessoas afirmaram que a atitude de Virginia não foi legal e que poderia deixar outras mulheres se sentindo mal por não estarem com o mesmo corpo dela.

Para o médico, a situação serve como aprendizado. Dr. Luiz Haroldo, pioneiro da lipoaspiração no Brasil, afirma que é dever do profissional cuidar da saúde do seu paciente, tanto mental quanto a física, e orientá-lo:

"Cuidado com os exageros estimulados pela internet. A função maior do cirurgião plástico é orientar o seu paciente a não ser levado por realidades fantasiosas e que coloquem as mulheres sob uma cobrança pela qual não devem e muito menos precisam passar".

O cirurgião plástico conta ainda que o desejo de obter beleza a qualquer custo tem reflexos graves, inclusive em erros médios, que acontecem através de uma perigosa combinação de sociedades médicas clandestinas, pacientes desinformados e a ânsia por um corpo perfeito.

"É necessária muita cautela e paciência na decisão de se submeter a um procedimento estético ou o sonho pode virar pesadelo. Toda cirurgia tem uma possibilidade pequena de insucesso, mas o problema é que tem muitos falsos cirurgiões plásticos despreparados e sem título de especialista realizando estas cirurgias. Recebo muitos pacientes com complicação de lipoaspiração e de gluteoplastia. Uns 30% dos meus pacientes são de correção de complicações."

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play