Paraíba

Prefeitura de Cabedelo nega contrato com fornecedora de medicamentos investigada

A instituição "se coloca à inteira disposição da Justiça e dos órgãos fiscalizadores para colaborar com as investigações no que for preciso", diz o comunicado.

Publicado em 08/10/2019 12:02 Atualizado em 18/11/2020 10:59
logo
Por Redação Portal T5
Prefeitura de Cabedelo nega contrato com fornecedora de medicamentos investigada

Prefeitura Municipal de Cabedelo
Prefeitura Municipal de Cabedelo Foto: Reprodução / Internet

Em nota encaminhada à imprensa no final da manhã desta terça-feira (8), a prefeitura da cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa, negou qualquer contrato com a fornecedora de medicamentos investigada na operação Xeque-Mate cuja 5ª fase foi deflagrada hoje.

Confira na íntegra

A Prefeitura Municipal de Cabedelo vem a público esclarecer que não mantém NENHUM contrato vigente com a empresa investigada na 5ª fase da operação Xeque-Mate, deflagrada na manhã desta terça-feira (8). 

As licitações sob investigação ocorreram durante a administração do ex-prefeito, Leto Viana.

A atual gestão reitera o compromisso com a transparência dos seus atos administrativos e se coloca à inteira disposição da Justiça e dos órgãos fiscalizadores para colaborar com as investigações no que for preciso”, diz o texto.

Na manhã de hoje a quinta fase da 'Operação Xeque-Mate' foi realizada pela Polícia Federal.Oito mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba contra os investigados em desvios de verbas públicas destinadas para compra de medicamentos pela prefeitura de Cabedelo.

Segundos as investigações, as ordens judiciais foram cumpridas nas residências dos investigados e nas empresas contratadas pela gestão pública. Um dos locais visitados foi o apartamento do pai do ex-deputado federal paraibano, André Amaral, no bairro de Miramar.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play