Brasil

Polícia Federal investiga pagamento de propina em área da Petrobrás

Em nova fase da Lava Jato, autoridades do Rio de Janeiro miram operações ilegais ligados à compra e venda de petróleo e derivados

Publicado em 18/06/2020 09:28
logo
Por Redação Portal T5
Polícia Federal investiga pagamento de propina em área da Petrobrás

Foto:Arquivo/Gaby Faria/MEC

Nesta quinta-feira (18), a https://www.portalt5.com.br/noticias/brasilPolícia Federal foi a campo para cumprir a 71ª fase da Operação Lava Jato, um desdobramento de uma operação que investigou o pagamento de propina a funcionários da Petrobrás. Segundo as autoridades, foram cumpridos 12 mandatos de busca e apreensão e dois ofícios, todos no Rio de Janeiro.

Chamada de "Operação Sem Limites II", a nova fase mira a área de compra e venda de petróleo e derivados. `As investigações puderam identificar vários doleiros que atuavam até 2018 no mercado paralelo de câmbio e auxiliavam na remessa de valores de propina que eram pagos pelos intermediários no exterior para agentes públicos corruptos no Brasil`, explicou a PF.

O desfecho positivo foi possível graças ao trabalho iniciado em dezembro de 2018, na 57ª fase da Lava Jato, quando pessoas ligadas a um grupo criminoso que pretendia lesar a Petrobrás junto à empresas estrangeiras, foram identificadas, em uma ação que contou, inclusive, com o apoio internacional.

A suspeita é de que parte dos valores de propina tinham como objetivo o pagamento de intermediários políticos para a manutenção de certos empregados públicos em funções gerenciais estratégicas da Petrobras, como a de Gerência Executiva de Marketing e Comercialização, onde se realizavam as operações de trading`, esclareceu a Polícia Federal.

As ordens de busca foram expedidas pela 13ª Vara Federal da Justiça Federal em Curitiba, que também determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 17 milhões referentes aos prejuízos da estatal.

SBT

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play