Geral

Mãe tem colapso mental durante lockdown e mata filho autista

Inglesa tinha transtornos psiquiátricos e teve quadro agravado durante confinamento. Criança foi morta asfixiada por uma esponja de banho

Publicado em 25/01/2021 21:15 Atualizado em 25/01/2021 21:55
logo
Por Metrópoles
Mãe tem colapso mental durante lockdown e mata filho autista

Olga Freeman confessou ter matado o próprio filho, de 10 anos, após sofrer um colapso mental durante o confinamento provocado pela pandemia de coronavírus. A mulher sofria de transtornos mentais e estaria passando por problemas para cuidar do filho de 10 anos, que tinha autismo, atraso no desenvolvimento neurológico global, miopia progressiva e dificuldades significativas de linguagem e comunicação, autoajuda e independência.

A criança foi encontrada asfixiada por uma esponja de banho em sua cama no bairro de Acton, em Londres, na Inglaterra. O assassinato ocorreu no dia 15 de agosto de 2020, mas a condenação só foi finalizada recentemente.

De acordo com informações do jornal The Mirror, Dylan, filho de Olga, precisava de cuidados 24 horas por dia e frequentara uma escola especial cinco dias por semana. Quando o confinamento começou no Reino Unido, por conta da pandemia de Covid-19, a escola da criança foi fechada, o que teria piorado a situação psicológica da mãe.

Confira a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do Portal T5

Leia também:

"Poderia ter partido”, disse Thaynara OG após complicações de Lipo Lad

Paraíba teve segunda menor taxa de assassinato da década

Homem esfaqueia cunhado por causa de ciúmes em João Pessoa

Covid: MPT intima secretário de saúde para esclarecer plano de vacinação

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play