Política

Ludmilla se pronuncia após ser chamada de "maconheira" por vereadora da PB: "Dá processo"

A parlamentar voltou a publicar um vídeo em que chama a cantora de "traficante" e "criminosa"

Publicado em 07/10/2020 17:30 Atualizado em 26/11/2020 22:37
logo
Por Redação Portal T5
Ludmilla se pronuncia após ser chamada de "maconheira" por vereadora da PB: "Dá processo"

Um dia após ser chamada de "maconheira" por uma vereadora de João Pessoa, a cantora Ludmilla se pronunciou através do seu perfil oficial no Twitter. A parlamentar Eliza Virginia citou a cantora enquanto discutia liberação de recursos para a cultura em sessão extraordinária da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), nesta terça-feira (6).

Já nesta quarta-feira (7), a vereadora publicou em suas redes sociais um vídeo antigo no qual, no plenário da CMJP, chama a cantora também de "criminosa" e "traficante". No material ela publica também trechos do clipe da música "Verdinha", apresentada pela parlamentar como uma "apologia ao uso de drogas".

Por volta do meio dia desta terça-feira, Ludmilla escreveu no Twitter: "Ué gente! Desde quando chamar alguém de maconheiro é xingamento? Kk O que eu tenho certeza é que usar a imagem indevida de outras pessoas dá processo. Olha que dá, heinn".

Além disso, horas depois, Ludmilla mencionou um possível remix do hit que causou a polêmica: "Se você quer um remix de verdinha com alguém foda deixe seu alface aqui", escreveu a cantora.

O caso

Durante uma sessão extraordinária na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), nesta terça-feira (6), que discutia o direcionamento de recursos para o setor cultural, o discurso da vereadora Eliza Virgínia chamou a atenção e acabou repercutindo nas redes sociais.

A parlamentar votou pela aprovação da liberação dos recursos, no entanto, citou a cantora Ludmilla e chegou a chamá-la de "maconheira".

"Quem vai receber esse auxílio? Eu espero que esse auxílio seja destinado a verdadeiros artistas, e não por exemplo para artistas que ficam nus nos museus, não por exemplo para artistas que fumam maconha, como a maconheira da Ludmilla. Esse tipo de artista não merece receber auxílio emergencial do governo", disse no trecho compartilhado nas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Eliza Virginia - João Pessoa (@vereadoraeliza) em

O Projeto

O plenário da CMJP conseguiu quórum suficiente para votar os Projetos de Lei (PLs), com base na Lei Aldir Blanc, para ajuda emergencial ao setor de Cultura da capital paraibana durante o período de pandemia da Covid-19.

Foram três sessões em que os vereadores não compareceram em quantidade suficiente, então não era possível votar. Já existiam alguns projetos pré-aprovados e analisados, mas eles precisavam dessa aprovação para que os recursos foram fossem liberados.

O projeto foi aprovado por unanimidade e o que acontece a partir de agora é a liberação de recursos para projetos culturais. O objetivo do recurso é possibilitar a realização de programa de auxílio e ações emergenciais de apoio ao setor cultural, além de premiações culturais, artísticas, científicas e desportivas.

Veja também: "Festa no IML": polícia investiga grupos que incentivam necrofilia nas redes sociais

+ Inep abre seleção de professores para elaborar questões do Enem

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado!

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play