Paraíba

Hospitais privados de João Pessoa revelam nível crítico de oxigênio e anestésicos

Insumos são essenciais para pacientes com Covid-19

Publicado em 08/04/2021 07:15 Atualizado em 08/04/2021 07:40
logo
Por Redação Portal T5
Hospitais privados de João Pessoa revelam nível crítico de oxigênio e anestésicos

(Foto: Arquivo/Divulgação/Governo Federal)

Hospitais privados de João Pessoa revelaram escassez de oxigênio, anestésicos e medicamentos para intubação, insumos essenciais para o atendimento aos pacientes acometidos pela Covid-19.

De acordo com a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), cerca de 75% das instituições do Brasil só têm o abastecimento garantido por uma semana ou menos.

Além da capital paraibana, o levantamento mostra que instituições de Belém (PA), Belo Horizonte (BH), Blumenau (SC), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP) também estão com abastecimento crítico de oxigênio

Também faltam anestésicos em 23 hospitais participantes da pesquisa, que têm estoque inferior ou igual a cinco dias. Eles são de cidades como Joao Pessoa (PB), Atibaia (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Bento Gonçalves (RS), Blumenau (SC), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Cariacica (ES), Ipatinga (MG), e Niterói (RJ), Porto Alegre (RS), São Paulo (SP) e Serra (ES).

Na capital paraibana há falta de medicamentos que compõe o chamado “kit intubação”, como anestésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares, essenciais para o tratamento das pessoas em estado mais grave da doença.

Pela internet, a Anahp informou que realiza levantamentos constantes entre os seus associados, com o intuito de identificar aqueles que apresentam cenários mais graves em relação à falta de insumos. Assim, consegue informar o Ministério da Saúde sobre o desabastecimento dos insumos e contribuir com seus afiliados, reforçando o objetivo de enfrentar a doença e salvar vidas.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar