Política

Deputado pede que Ministério Público investigue uso do 'Kit Covid' em Campina Grande

"Este tipo de conduta atenta contra a saúde pública, a dignidade e os direitos humanos", disse Anísio Maia

Publicado em 09/11/2021 19:05
logo
Por Redação Portal T5
Requerimento foi protocolado nesta terça (9)

Requerimento foi protocolado nesta terça (9) (Foto: Divulgação/Assessoria)

Durante a 46ª Sessão Ordinária na Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta terça-feira (9), o deputado estadual Anísio Maia protocolou uma solicitação para que o Ministério Público Estadual investigue a conduta da Prefeitura de Campina Grande no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Isso porque, segundo o documento, a administração municipal teria obrigado médicos contratados a seguirem de forma compulsória o protocolo “COVID”, prescrevendo medicamentos sem eficácia comprovada e colocando em risco à vida dos pacientes.

“É uma situação muito preocupante. Nós perdemos mais de nove mil paraibanos e muitos podem ter perdido a vida por práticas irresponsáveis de uma verdadeira alienação coletiva que empurrou goela abaixo uma medicação que já mostrou não ter eficácia no tratamento da Covid. O MP precisa investigar essa situação”, disse o deputado.

Segundo Anísio, a conduta adotada pela prefeitura de Campina Grande é semelhante à da operadora de saúde Prevent Senior, que vem sendo apurada por investigações. A operadora foi denunciada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado Federal.

“Este tipo de conduta atenta contra a saúde pública, a dignidade e os direitos humanos. Eles brincaram com a vida das pessoas, fazendo experimentos sem base científica", finalizou.


Leia também:

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play