Polícia

Compadre confessa que matou professor e deixou o corpo em canavial

José Alves Dionísio foi morto com golpes de faca no pescoço.

Publicado em 16/04/2019 Atualizado em 18/11/2020

De acordo com o delegado Aldrovilli Grisi, as investigações ainda não foram concluídas.
De acordo com o delegado Aldrovilli Grisi, as investigações ainda não foram concluídas. Foto: Dennison Vasconcelos/ RTC

De acordo com a Polícia Civil, o acusado de matar o professor José Alves Dionísio, encontrado morto no dia 5 de abril, em um canavial no município de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, é o compadre da vítima. O suspeito, de 51 anos, foi preso ontem (segunda-feira, 15), durante depoimento prestado na Central de Polícia Civil da capital.

Durante

os esclarecimentos, a polícia descobriu o nível de parentesco da vítima

e do suspeito. José Dionísio era padrinho do filho do acusado.

Segundo o delegado Aldrovilli Grisi, suspeito e vítima teriam

"retomado relações há pouco tempos após um período

afastados por um desentendimento. O suspeito foi chamado para depor e

confessou o crime", disse.

Embora

haja um suspeito confesso, o delegado confirmou, em entrevista

coletiva, que ainda não finalizou as investigações "trabalhamos

com a possibilidade de mais pessoas terem participado do crime".

Além de docente, José Dionísio, de 62 anos, também era assessor

pedagógico da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

O

acusado usou uma faca para ferir a vítima no pescoço. A arma do

crime foi encontrada pela polícia a 15 metros de distância do

corpo, também no canavial.

O

sepultamento do professor aconteceu um dia após o crime, no

Cemitério Santa Catarina, no bairro dos Estados, também na capital.

A

última vez que o professor foi visto com

vida foi no dia

4 de abril às

23h.

Leia mais sobre o caso: Polícia

trata morte de professor como latrocínio, diz delegado

+ Carro

do professor assassinado é encontrado próximo à supermercado na

BR-230

Siga

nosso Instagram Facebook e

fique bem informado!

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar