TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
A partir de sexta (1º)

Setor de eventos espera retomada após liberação de shows na Paraíba

Cerca de 15 mil profissionais foram prejudicados durante a pandemia.

Por Dennison Vasconcelos Publicado em
936906 festival de musica 2014 da nacional fm de brasilia 13
(Foto: Agência Brasil/Arquivo)

Casas de espetáculos se preparam para retomar às atividades a partir deste fim de semana na Paraíba. Após um ano e seis meses sem shows, a redução de casos graves de Covid-19 e aumento dos índices de vacinação abrem espaço para um dos setores mais prejudicados durante a crise.

Conforme o decreto assinado, nesta quarta-feira (29), pelo governador João Azevêdo (Cidadania), estabelecimentos estão autorizados a realizar festas, com 20% da capacidade dos locais. Profissionais acreditam que a liberação é um processo para a volta de eventos de médio e grande porte. “É preciso voltar de forma escalonada observando índices de internações, óbitos e novos casos. Vamos trabalhar para que as pessoas possam ter lazer, mas que também possam frequentar os locais de forma segura”, disse Fábio Henrique, membro da Associação Paraibana dos Promotores e Profissionais de Grandes Evento (APAGE).

Regras

Frequentadores dos eventos sociais devem apresentar testes de antígeno negativo para Covid-19 realizados até 72 horas antes da festa, assim como a demonstração da situação vacinal, sendo obrigatório ter recebido pelo menos uma dose há 14 dias, ou duas doses (esquema vacinal completo).

No decreto, o governo admite que novos limites de público poderão ocorrer oportunamente,  mediante alcance de cobertura vacinal de 70% da população alvo com esquemas vacinais completos para Covid-19 e manutenção da média móvel de 14 dias da taxa estadual de transmissibilidade do novo coronavírus (Rt) menor que um.

Para Fábio Henrique, o ramo de eventos foi um dos mais impactados durante a pandemia, com cerca de 15 mil pessoas afetadas. "Nosso setor conversa com outras categorias, como hospedagem, comunicação, transporte, com uma rede enorme de colaboradores. Todos estão ansiosos para retomar as atividades de forma segura”, completou. 



Relacionadas