Gente famosa

Sula Miranda se mantém firme após 12 anos sem sexo: “Não tô sozinha”

A irmã de Gretchen chocou os internautas ao revelar que não transa desde 2007

Publicado em 30/08/2019 17:18 Atualizado em 18/11/2020 12:41
logo
Por Redação Portal T5
Sula Miranda se mantém firme após 12 anos sem sexo: “Não tô sozinha”

Considerada a "Rainha dos Caminhoneiros", Sula Miranda revelou que tem seguido as regras da sua religião, que não permite sexo fora do casamento. Evangélica, Sula chocou os internautas ao revelar que não transa desde 2007. Em entrevista à revista Quem, ela afirmou ter se "mantido firme no propósito".

Sula não é a única famosa a aderir ao celibatário. A ex-SNZ Sarah Sheeva, filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, afirmou que está há muito tempo sem ver "aquilo maravilhoso" e segue fiel às regras, assim como a irmã de Gretchen.

A "Rainha dos Caminhoneiros disse à revista que não é a única no mundo a ter esse comportamento e pensar dessa forma.

“Eu não estou sozinha no mundo, não sou a única pessoa que pensa assim, conheço vários homens que também pensam assim e que estão procurando essa mulher”, disse.

“Não tenho pressa, estou em um momento da minha vida muito tranquila, resolvida e com muitos projetos. Na hora certa aparece, ansiedade zero. Já casei, descasei, namorei, plantei árvore, escrevi um livro. Tá tudo em ordem”, garantiu.

A respeito do sobrinho, Thammy Miranda, casado com Andressa Ferreira e prestes a se tornar pai pela primeira vez, Sula se esquivou: “Uma palavra que eu falo vira uma confusão, prefiro deixar entre família. Não me pronuncio mais para evitar constrangimento, aborrecimento”.

Relação entre Sula e Thammy

Sula Miranda parece não ter planos de remendar a relação com o sobrinho Thammy. Os dois são brigados desde a época do reality show Os Gretchens.

Apesar da confusão com o rapaz sobre transsexualidade, Sula alegou ter amigos trans. “Tem coisas que não concordo porque para mim… Se os meus amigos que fizeram essa escolha e sabem que eu não concordo com isso, para mim isso não nos afasta e não nos impede de termos um relacionamento”, falou.

Evangélica, Sula ainda classificou a transição de gênero como “pecado”. “Para mim o que importa é o que você é para mim. Se você é uma boa pessoa, não estou preocupada com o que você fez”, afirmou.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar