Polícia

"Se um dia a morte me separar de você, lembre que te amo", escreveu jovem horas antes de ser executado na PB

O trecho é de um texto que a vítima escreveu em uma rede social nas primeiras horas desta terça-feira (27)

Publicado em 27/10/2020 18:00 Atualizado em 27/11/2020 00:01
logo
Por Redação Portal T5
"Se um dia a morte me separar de você, lembre que te amo", escreveu jovem horas antes de ser executado na PB

Meu amor mas um mês juntos e hoje se completam 5 meses juntos 5 meses de tantas idas e volta tantas brigas tantas...

Publicado por Stive Heberton em Segunda-feira, 26 de outubro de 2020

O casal de namorados jamais esperava que uma mensagem forte, em comemoração a cinco meses de relacionamento, tivesse nuances premonitórios do que estaria para acontecer nesta terça-feira (27), em uma comunidade da Zona Sul de João Pessoa. "Se um dia a morte me separar de vc, lembre que te amo muito. Muito obrigado por me fazer feliz", diz um trecho do que escreveu Stive Heberton, de 24 anos, cerca de 13 horas antes de ser executado no quarto da própria avó por dois atiradores.

O crime aconteceu na comunidade Chapéu de Couro, em Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa, por volta das 14h. O corpo de Stive Heberton, que era conhecido como Luan, foi encontrado pela irmã dele, uma criança de 8 anos de idade. A menina tinha ido à feira com a avó e, ao retornarem, o crime havia sido efetuado.

"Quando cheguei em casa chamei ele, e ele não respondeu. Como eu não enxergo direito pedi para minha neto ir chamar. Ela gritou 'Vó mataram Luan' nesse momento eu me desesperei", relatou Maria de Lourdes, a avó que o rapaz chamava de mãe.

De acordo com informações do perito Aldenir Lins, que atendeu a ocorrência, pelo menos oito tiros atingiram a vítima. Os tiros foram na cabeça, região do tórax e costas. O perito informou que o crime tem características de execução e que pelo menos duas pessoas, com duas armas diferentes, praticaram a ação. Ele disse ainda que os executores arrombaram o cadeado e entraram pela porta da frente.

Segundo o delegado Luiz Cotrim, da Polícia Civil, o rapaz não tinha antecedentes criminais e nem envolvimento com drogas. A polícia vai averiguar informações, colhidas no local, de que ele estaria sendo ameaçado.

O delegado também informou que a vítima trabalhava e seria administrador de um perfil de Instagram de notícias policiais. Os investigadores vão buscar pistas que possam levar a identificação dos atiradores.

Nas redes sociais, horas antes do crime, o rapaz escreveu uma declaração de amor para a namorada. Segundo a mensagem, o casal fez nesta terça-feira (27) cinco meses de namoro. O que chama a atenção é um trecho da mensagem em que ele cita a morte.

"Quero tbm te pedir que, mesmo em meio a essas tantas dificuldades que estamos passando, quero te pedir do fundo do meu coração que, aconteça o que acontecer, peço que nunca esqueça tudo o que vivemos juntos. Nunca esqueça dos momentos e dias que te fiz sorrir de alegria, e se um dia a morte me separar de vc, lembre que te amo muito. Muito obrigado por me fazer feliz, mesmo em meio a esses problemas todos.  Quero realizar um sonho que se despertou dentro de mim, de me casar com vc, e juntos realizar um sonho seu, no qual quero ser o homem privilegiado de realizar que eh lhe dar uma linda filha, como vc tanto sonhou", escreveu Heberton.

Leia também:

Suspensão de aulas em faculdades de João Pessoa e Cabedelo é solicitada por MPF e MPT

Vai doar sangue? Fique atento aos horários do Hemocentro em João Pessoa

Protocolo para visita aos cemitérios e celebrações é divulgado na Paraíba

PF cumpre mandados em nova fase da 'Operação Calvário'

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play