Brasil

Ministro paraibano determina que governo Bolsonaro pare de anunciar em sites com ‘atividades ilegais’

Anúncios estariam sendo veiculados em sites infantis e até de jogo do bicho.

Publicado em 11/07/2020 20:23 Atualizado em 26/11/2020 17:52
logo
Por Redação Portal T5

Vital do Rêgo
Vital do Rêgo Foto: Reprodução

Vital do Rêgo, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU),

determinou que o governo Federal pare de anunciar em sites que

promovam atividades ilegais ou cujo público-alvo não tenha relação

com as campanhas publicitárias oficiais.

A

decisão do paraibano foi tomada nesta sexta-feira (10), de forma cautelar, e tem

como base uma reportagem da Folha de São Paulo.

O

jornal investigou e apontou indícios

de irregularidades em anúncios sobre a reforma da Previdência. Tais

peças decorreram da utilização de recursos

públicos. Os

anúncios estariam sendo veiculados em sites infantis e até de jogo

do bicho. Os endereços compartilhariam “fake news”.

Foi

cedido o prazo

de 15 dias para que o governo informe os responsáveis pela campanha

publicitária e o valor dos gastos.

Confira, na íntegra, a nota divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação do Ministério das Comunicações:

NOTA

1. A Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações tomou conhecimento da decisão do Tribunal de Contas da União sobre a campanha digital da Nova Previdência.

2. A Secom cumprirá todas as orientações e determinações emanadas pelo Tribunal, inclusive com as respostas aos questionamentos e dúvidas levantadas pelo eminente ministro da Corte, Vital do Rêgo.

3. A Secom reitera a normalidade, a transparência e a lisura de todo o processo de veiculação da campanha "Nova Previdência" nos meios digitais, de maneira profissional e criteriosa. Não ocorreram privilégios nem favorecimentos e menos ainda promoção pessoal de qualquer autoridade pública.

4. De qualquer modo, a Secom notificará mais uma vez a agência responsável pela campanha, a Artplan, bem como o Google, responsáveis pelo direcionamento dos investimentos, para que expliquem de imediato todo o processo de comunicação digital. A Secom também está revisando os processos de publicidade para torná-los mais eficientes ainda.

Secretaria Especial de Comunicação do Ministério das Comunicações.

Veja

também: Prefeitura

autoriza abertura de restaurantes, bares, parques e academias em

Campina Grande

+ Cobra

Jiboia é encontrada em quintal de residência no Porto do Capim

+ Cinco

cidades da Paraíba e Pernambuco são alvos da Operação Estirpe

+ Conheça

as músicas mais ouvidas no YouTube na PB durante a quarentena

+ Nubank,

Spotify, Tinder, TikTok e Pinterest apresentam falhas

Siga

Instagram Facebook do

Portal T5 e

fique bem informado!

Adicione

o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar