TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
8 de janeiro

STF arquiva ação contra Nilvan, Cabo Gilberto e Wallber Virgolino

Já em relação à ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório, o ministro determinou a prorrogação das investigações por mais 60 dias

Por Carlos Rocha Publicado em
Atos antidemocráticos: STF arquiva ação contra Nilvan, Cabo Gilberto e Wallber Virgolino
Atos antidemocráticos: STF arquiva ação contra Nilvan, Cabo Gilberto e Wallber Virgolino (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, nesta terça-feira (19), o arquivamento das ações contra nilvan Ferreira (PL), Wallber Virgolino (PL), Cabo Gilberto (PL) e  Eliza Virgínia (PP) por suposto envolvimento com os atos antidemocráticos de 8 de Janeiro

Eles foram alvos de uma queixa-crime movida pelo PSOL. Foi ressaltado que não foram encontrados indícios reais de envolvimento em atividades ilícitas relacionadas aos eventos de 8 de janeiro. Todos os investigados já foram ouvidos pela Polícia Federal em junho deste ano, por solicitação do ministro Alexandre de Moraes.

Já em relação à ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório, o ministro determinou a prorrogação das investigações por mais 60 dias. O objetivo é esclarecer se Bório esteve envolvida ativamente nos atos que resultaram no vandalismo contra a sede dos Três Poderes, em Brasília.

Moraes justificou a prorrogação afirmando que é necessário aprofundar as investigações para definir se a investigada realmente participou dos atos criminosos cometidos na capital federal na data mencionada.

A decisão do ministro segue a mesma linha de entendimento do subprocurador-geral da República, Carlos Frederico dos Santos, que emitiu um parecer afirmando que havia evidências de que, durante os distúrbios contra o Congresso Nacional, Pâmela Bório estava presente nas manifestações que resultaram na invasão de prédios públicos.

Segundo Moraes, há fotos publicadas em redes sociais que sugerem a presença de Pâmela Bório nas proximidades dos atos violentos. Além disso, foram identificados vídeos com mensagens de teor político que mencionam a participação dela, incluindo frases como "Indo à luta!!!" e "Dia histórico! Tomamos o Brasil das mãos da quadrilha!!!"

Leia também:



Relacionadas