TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Eleições 2022

Justiça veta que Pedro impulsione conteúdo negativo contra João 

Decisão permanece até 24 horas após o segundo turno das eleições

Por Cristiano Sacramento Publicado em
Pedro Cunha Lima Debate TV Tambau
(Foto: Divulgação / RTC)

A Justiça Eleitoral proibiu que o candidato ao governo da Paraíba, Pedro Cunha Lima (PSDB), impulsione novos conteúdos negativos contra João Azevêdo (PSB) nas plataformas até 24 horas após o 2º turno das eleições.

A coligação ‘Juntos pela Paraíba’, do candidato à reeleição, João Azevêdo afirma “ser evidente o uso de impulsionamento ilícito em período proscrito, razão pelas quais os anúncios impugnados devem ser imediatamente desativados e removidos de todas as plataformas do candidato representado, ainda com determinação de que se abstenha de continuar a promover, patrocinar, financiar ou estimular monetariamente qualquer propaganda na internet até depois das 24 horas que sucedem o pleito”.

O grupo político do atual governador alega que a campanha de Pedro disparou dezenas de anúncios pagos contra João Azevêdo. A resolução do TSE afirmou que esta prática é vedada e pode resultar em reprovação de contas.

A decisão do juiz Márcio Murilo da Cunha Ramos aponta que a campanha tucana “se abstenha de impulsionar novos conteúdos até vinte e quatro horas depois da eleição, sob pena de multa de R$ 10.000,00 (dez mil reais), por cada anúncio impulsionado”.

Veja mais:



Relacionadas