TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Prefeitura de Bayeux

​Advogados dizem que Ramon Acioli não sabia que Berg Lima seria preso

Eles também negaram uma suposta delação do empresário.

Por Redação T5 Publicado em
Advogado ramon
Renan Palmeira, advogado de Ramon Acioly. Renan Palmeira, advogado de Ramon Acioly.

Os advogados Renan Palmeira e Adriano Ercy, que estão à frente do processo de defesa do empresário Ramon Acioli, concederam entrevista à imprensa na tarde desta quarta-feira (25), sobre a denúncia veiculada ontem (25) de que ele teria pago dinheiro ao prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, por imagens do prefeito afastado Berg Lima.

Ramon Acioli foi secretário da Indústria, Turismo e Comércio de Bayeux na gestão de Berg Lima, e deixou o cargo em junho deste ano. Seus advogados afirmaram que ele não sabia que o prefeito afastado seria preso um dia depois (o vídeo foi gravado na véspera da prisão de Berg) e que não houve o pagamento do dinheiro, além de Ramon não possuir nenhum vínculo com Luiz Antônio.

Eles também negaram uma suposta delação do empresário. “Já foi esclarecido tudo, não existe nenhuma delação, ou ele estar se escondendo. Ramon está disposto a prestar todo e qualquer esclarecimento, que inclusive já foi prestado”, disse Renan Palmeira.

Com relação ao vídeo, os advogados relataram que o motivo de ele só ter sido divulgado agora foi esclarecido ao Ministério Público e faz parte do sigilo da investigação. Renan ainda ressaltou que uma possível perícia do vídeo depende apenas do MP. “Se a perícia do vídeo será pedida ou não, é um direito do promotor, que o juiz vai conceder ou não de acordo com o pedido que vai ser feito em juízo. Eles podem pedir o que acharem necessário, mas se haverá ou não concessão, vai depender do decurso do processo”, explicou o advogado.

Sobre a denúncia atingir a integridade física do empresário, Renan Palmeira foi enfático. “Ele quem tem que responder sobre temer pela integridade física. É uma denúncia que teve uma repercussão muito grande, envolve muitas pessoas, pessoas influentes. Então há sim esse abalo psicológico, até por meios de comunicação irresponsáveis que veicularam informações inverídicas, como se ele estivesse sendo preso ou denunciado de algum crime, alguma delação”, completou.



Relacionadas