TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Operação Indignus 2

29 imóveis e R$ 109 mil em vinhos: a vida de luxo de padre Egídio

Também foi revelada movimentação financeira em contas pessoais incompatível com os rendimentos de um sacerdote

Por Juliana Alves Publicado em
Padre Egídio teria comandado esquema criminoso
Padre Egídio teria comandado esquema criminoso (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Ao pedir a prisão do padre Egídio de Carvalho Neto e de duas ex-funcionárias do Hospital Padre Zé, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) expôs detalhes da vida de luxo que o sacerdote desfrutava.

Entre os dados oficiais, está a informação de que Egídio teria adquirido 29 imóveis em vários estados do país. As propriedades seriam equipadas com itens de elevado valor financeiro.

Também foi revelada movimentação financeira em contas pessoais incompatível com os rendimentos de um padre.

Confira o que revelou o MPPB:

- Compra de 29 imóveis em diversos estados do Brasil, todos com adornos luxuosos, como obras de arte e cristais

- Aquisição de R$ 109 mil em vinhos

- Gasto de R$ 15 mil em óticas em São Paulo

- Percepção de R$ 4,5 milhões em contas bancárias pessoais, o que representa renda mensal média de R$ 140,9 mil, quantia divergente da declarada perante o Fisco Federal

- Pagamento do curso de Medicina de um sobrinho (cada mensalidade custa R$ 13 mil)

- Gasto de R$ 358,5 mil em apenas um antiquário especializado em arte sacra

- Gasto de R$ 80,4 mil em quadros no atelier Zuleide de Carvalho

- Viagens pessoais e de núcleo próximo avaliadas em R$ 62 mil

Leia também:


Relacionadas