TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Acusação

"Ele será condenado hoje", diz advogado em julgamento no caso Lorrayne

Além do réu, testemunhas serão ouvidas a cerca do caso.

Por Cristiano Sacramento Publicado em
Para hoje são aguardados os esclarecimentos de quatro testemunhas arroladas pelo Ministério Público.
Para hoje são aguardados os esclarecimentos de quatro testemunhas arroladas pelo Ministério Público. (Foto: Pollyana Sorrentino / RTC)

É realizado nesta terça-feira (23), no Fórum de Cabedelo, na Grande João Pessoa, o julgamento de Keneddy Ramon Alves Linhares, acusado de matar a modelo paraibana Lorrayne Damaris da Silva. Para Robério Capistrano, advogado da família da jovem, "de hoje não passa. Ele será condenado hoje falando ou não".

A audiência, inclusive, deveria ter acontecido no dia 4 de maio. A solenidade foi remarcada porque o advogado de defesa do réu disse que não teve acesso a todos os autos do processo. "Começamos logo cedo. Essa pausa foi para atender a um pedido do réu. Mas, ainda durante a noite conheceremos a sentença", completou.

Para hoje são aguardados os esclarecimentos de quatro testemunhas arroladas pelo Ministério Público.

Consta nos autos que Lorrayne foi assassinada, mediante asfixia mecânica, no dia 13 de dezembro de 2020, por volta das 3h. O fato ocorreu no interior de uma casa, localizada no centro da cidade de Lucena, ocasião em que o acusado ocultou o cadáver. O ex-namorado da vítima não aceitava o rompimento do relacionamento. Ele responde por homicídio qualificado, com a qualificadora de feminicídio.

Leia mais:



Relacionadas