TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
agressão

Sedurb abre sindicância para apurar conduta de agentes com vendedor de frutas, em João Pessoa

​Em matéria exibida no 'Primeiro Impacto', do SBT, o vendedor confirmou que foi atacado por agentes da secretaria

Por Redação Publicado em
SEDURB 03 07 2018
Foto: Divulgação

Após o episódio de agressão denunciada por um vendedor ambulante, na última quarta-feira (27), no bairro do Róger, em João Pessoa, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb-JP) abriu sindicância para apurar a conduta de agentes de remoção que participaram de uma ação. O vendedor foi internado no hospital de emergência e trauma da capital e recebeu alta nesta quinta-feira (28).

Transexual fica nua em frente ao Congresso Nacional: “Fiz porque queria ser preso”

O vendedor de frutas e verduras confirmou, na manhã desta sexta-feira (29), que foi atacado por agentes da Sedurb. A entrevista exclusiva à repórter Pollyana Sorrentino, da TV Tambaú, foi exibida no programa Primeiro Impacto, do SBT. O caso aconteceu na Rua Juiz Gama e Melo, no bairro do Róger.

Wellington de Albuquerque é vendedor ambulante de alimentos e vende os produtos na região todos os dias. O homem alega que estava trabalhando quando foi surpreendido pelos agentes.

Pastor evangélico desabafa após ser criticado por realizar casamento gay

“De repente chegaram umas três ou quatro viaturas, o pessoal da Sedurb, de preto, tomaram o carrinho do rapaz e jogaram a verdura e a fruta no chão. Eles seguraram o rapaz, enforcaram, jogaram ele para trás. Ele ficou apavorado, foi querer pegar o carrinho de volta, e os agentes o jogaram no chão, inclusive tem filmagem”, disse um homem que assistiu às agressões.

Felipe Neto e Felipe Castanhari celebram Black Friday com beijo

De acordo com o órgão, foi reforçada a orientação que o cumprimento de todas as ações deve ter o diálogo como princípio. Nos casos em que existe reação ou exaltação, a recomendação é conter, sem violência por nenhuma das partes.

Ministério da Saúde aponta que 135 mil brasileiros vivem com HIV e não sabem

De acordo com o secretário Zennedy Bezerra, a sindicância vai apurar a situação pontual para que tudo seja esclarecido. “A nossa intenção é verificar o fato. Com a evidência dos fatos, as responsabilidades serão cobradas, podendo chegar até ao afastamento dos profissionais”, apontou. Bezerra alertou, ainda, que o ambulante Wellington Raul Silva teve todos os cuidados assegurados por assistentes sociais e médicos, que atestaram seu bom estado de saúde.

Elliott e E.T. se reencontram em propaganda 37 anos após filme; assista

Em relação aos vendedores ambulantes, a Sedurb-JP informou que tem feito o cadastramento dos profissionais para fazer o encaminhamento a espaços adequados, a exemplo do acordo firmado na Rua Treze de Maio. “Essa foi a conduta em casos como o Parque da Lagoa, quando foram implantados novos quiosques, dando mais conforto a quem compra e quem vende. O mesmo será feito com o novo Shopping Popular, que será construído em área central da cidade, no antigo prédio das Nações Unidas”, disse.

Grupo é detido por furto de celulares no enterro de Gugu Liberato, em SP

Homem invade área de caixão no velório de Gugu: "Me leva junto"

Leia Mais: Conheça Rose Miriam, companheira e mãe dos três filhos de Gugu Liberato

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.



Relacionadas