TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Justiça

Suspeito de matar taxista vai à juri popular; crime aconteceu em 2017

Ele responderá pelo crime de homicídio duplamente qualificado.

Por Redação T5 Publicado em
Tjpb fachada
Tribunal de Justiça da Paraíba  (TJPB), na Praça dos Três Poderes, em João Pessoa. Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), na Praça dos Três Poderes, em João Pessoa. Foto: Divulgação/TJPB

A Câmara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) negou, por unanimidade, um recurso impetrado pela defesa do suspeito de matar um taxista com um disparo de arma de fogo. A informação foi oficializada na tarde desta terça-feira (4) por meio de uma publicação no site do tribunal.

Ainda segundo a Justiça, o suspeito será levado a Júri Popular, pelo suposto crime de homicídio duplamente qualificado.

O relator do recurso, o desembargador e presidente da Câmara, Ricardo Vital de Almeida votou em harmonia com o parecer do Ministério Público do estado (MPPB). O voto de Ricardo foi acompanhado pelo também desembargador Joás de Brito Pereira Filho e do juiz Tércio Chaves de Moura.

O crime

Segundo os autos, o crime aconteceu no dia 15 de janeiro de 2017, por voltas das 22h, na Avenida Henrique Rufino, Bairro Treze de Maio, em João Pessoa, nas imediações da extinta boate Ponte Preta.

Dentro do táxi da vítima estavam quatro passageiros, dois homens e duas mulheres. Ainda informa o processo que a denúncia foi recebida no dia 28 de novembro de 2017.

Leia mais: Paraíba investe em pesquisa com materiais bio-inovadores em parceria com Alemanha

Justiça mantém prisão de homem suspeito de assassinar radialista em Campina Grande

Câmera de segurança registrou assassinato de radialista em Campina Grande

Polícia prende suspeito de matar radialista em Campina Grande

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!



Relacionadas