Brasil

Vídeo: religiosos hostilizam médico por aborto em menina de 10 anos vítima de estupro

A menina, que mora no Espírito Santo, foi estuprada e uma decisão judicial permitiu o procedimento, que precisou ser realizado em outro estado

Publicado em 16/08/2020 19:30 Atualizado em 26/11/2020 06:02
logo
Por Redação Portal T5
Vídeo: religiosos hostilizam médico por aborto em menina de 10 anos vítima de estupro

Viralizou nas redes sociais um vídeo no qual um grupo de religiosos aparece em frente a uma unidade hospitalar. Eles estão de mãos dadas fazendo uma espécie de oração quando, de repente, param para chamar um médico de "assassino". Segundo os relatos nas redes sociais, tudo por conta de um aborto que foi autorizado pela justiça em uma menina de 10 anos que foi estuprada no estado do Espírito Santo.

Apesar da decisão judicial, a menina teve que sair do estado para a realização do procedimento. o hospital de referência de Vitória, no Espírito Santo, alegou questões técnicas para não interromper a gravidez da menina. Com apoio da Promotoria da Infância e da Juventude de São Mateus e da Secretaria Estadual de Saúde, ela foi transferida para outro estado, em companhia da avó, onde deve interromper a gravidez em um centro médico de referência. O destino foi mantido em sigilo pelas autoridades.

A criança, grávida de cerca de 20 semanas, já enfrenta problemas de saúde. De acordo com a lei, ela tem direito de realizar o aborto legal por ter sido vítima de violência sexual e pelo risco de morte materna. Na noite de sexta-feira (14), houve decisão judicial autorizando a realização do procedimento após “manifestação da vontade da criança e da família”.

O vídeo foi muito compartilhado na internet, inclusive por personalidades como Bruna Marquezine, que escreveu: "E não tem nenhum religioso na porta da delegacia exigindo a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido. A religiosidade é uma doença. Estamos falando de um CRIANÇA DE 10 ANOS. Isso não é ser pró-vida, isso é ser ignorante, limitado e CRUEL."

Exame de primeira-dama para covid-19 dá negativo

Vídeo: religiosos hostilizam médico por aborto em menina de 10 anos vítima de estupro

Leia também: Sara “Winter” causa confusão ao divulgar hospital onde menina de 10 anos fez aborto

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado!

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play