Geral

Vaticano defende uso de vacina contra Covid-19 após críticas de ativistas

Ativistas contra o aborto criticaram alguns imunizantes por serem produzidos a partir de tecidos de embriões

Publicado em 23/12/2020 14:20 Atualizado em 23/12/2020 14:48
logo
Por Redação Portal T5
Vaticano defende uso de vacina contra Covid-19 após críticas de ativistas

(Reprodução/Instagram @vaticannews)

Após a oposição de grupos antiaborto à vacina contra Covid-19, por ser produzida a partir do tecido de embriões, o Vaticano defendeu o uso de vacina por considerar que ela é “moralmente aceitável”. Além disso, o uso da vacina não legitima, mesmo que indiretamente, a prática do aborto.

Os grupos que defenderam o não uso das vacinas justificavam que ela seria produzida a partir de fetos abortados, o que não propriamente verdade. Pois as linhagens celulares usadas no desenvolvimento das vacinas foram produzidas a partir de tecidos retirados do rim e da retina de fetos abortados e 1972 e 1985.

Esse método já foi utilizado para desenvolver outras vacinas importantes como catapora, hepatite e rubéola, por exemplo.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play