Paraíba

Trabalhadores da construção civil realizam protesto em João Pessoa

Classe é contrária a medidas restritivas em razão da pandemia.

Publicado em 22/04/2021 11:16
logo
Por Redação Portal T5
Manifestação realizada em frente ao Centro Administrativo

Manifestação realizada em frente ao Centro Administrativo (Imagem: Reprodução)

Um grupo de trabalhadores da construção Civil realiza na manhã desta quinta-feira (22), um protesto em frente ao Centro Administrativo da Prefeitura de João Pessoa. O grupo reclama que a mais de um mês tenta dialogar com a gestão municipal em razão das medidas restritivas efetivadas em razão da pandemia do novo coronavírus.

Com cartazes e carros de som, o grupo reivindicou a abertura de diálogo com o poder público e o pacto de aliança junto ao governo do estado para que haja ajustes em razão do não pagamento de impostos para liberação de obras.

Dois representantes do grupo foram chamados pelo prefeito Cícero Lucena para dar andamento às pautas requeridas. "Nosso pedido é pelo direito de trabalhar, para que não haja impecílios", afirmou um dos representantes à equipe de reportagem da Rede Tambaú de Comunicação.

 

Construção civil na pandemia

Em nota, representantes da categoria afirmaram: "o setor liderou a geração de empregos em 2020 e espera crescimento em 2021. O ano de 2020 foi desafiador em muitos aspectos e na construção civil não foi diferente. Mas entre altos e baixos, o setor conseguiu driblar as dificuldades. Segundo dados do Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério da Economia, nos primeiros dez meses do ano de 2020, a área foi responsável pela criação de 138.409 novos postos de trabalho, liderando a geração de vagas formais no país. Na Paraíba, foram gerados 6.330 empregos em 2020, sendo 88% deles em João Pessoa".

Em nota, a Prefeitura de João Pessoa lamentou o ocorrido e disse que está aberta ao diálogo:

"A Prefeitura de João Pessoa lamenta profundamente as cenas registradas na manhã desta quinta-feira (22) no Centro Administrativo Municipal (CAM). Sob a justificativa de obrigar uma audiência de supostos representantes da construção civil com o Executivo, um grupo de manifestantes promoveu a invasão do local com violência e tentou encerrar aos socos e pontapés uma entrevista coletiva.

A Prefeitura da Capital reitera que está aberta ao diálogo com todas as entidades ou representações sindicais, tendo inclusive recebido o Sindicato da Construção Civil (Sinduscon) na semana passada e o fará quantas vezes forem necessárias, desde que o respeito às normas de boa convivência ocorra.

Lamentavelmente, observamos, mais uma vez, que pessoas com interesses diversos se infiltraram na manifestação para provocar tumulto. 

A Prefeitura registra ainda seu repúdio diante de atitudes ofensivas aos servidores públicos, que em seu estrito dever de cumprir o ordenamento social e evitar as aglomerações que ensejam riscos à contaminação pela Covid-19 tentaram conter a multidão. 

Apelamos para o bom senso da categoria, lembrando que não será através de ofensas ou ameaças a servidores públicos que teremos avanço no diálogo.

Reiteramos nosso compromisso de cuidar das pessoas, preservando a vida e os direitos mais elementares, desde que sejam buscadas com respeito às normas legais e ao ordenamento jurídico nacional".


icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play