Geral

Terremoto de madrugada derruba prédios e deixa ao menos 13 mortos na Albânia

Ele teve 6,4 graus de magnitude e ocorreu perto das 4h (0h em Brasília) no mar Adriático, a 30 quilômetros a oeste de Tirana, a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Publicado em 26/11/2019 11:13
logo
Por Redação Portal T5
Terremoto de madrugada derruba prédios e deixa ao menos 13 mortos na Albânia

Gent Shkullaku/AFP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em Thumane, na Albânia, Marjana Gjoka, 48, dormia em seu apartamento no quarto andar de um prédio de cinco pisos quando um terremoto devastou os dois andares mais altos.

"O teto desabou sobre as nossas cabeças e não sei como escapamos. Deus nos ajudou", disse Gjoka, cuja sobrinha de 3 anos estava no apartamento na hora do tremor.

+ Mulher volta atrás e retira queixa de agressão contra ex-vocalista do Calcinha Preta

+ Robert Pattinson enfrenta dificuldades em ganhar massa muscular para viver Batman

O terremoto que destruiu a casa de Gjoka matou ao menos 13 pessoas na madrugada desta terça-feira (26). Ele teve 6,4 graus de magnitude e ocorreu perto das 4h (0h em Brasília) no mar Adriático, a 30 quilômetros a oeste de Tirana, a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). 

O sismólogo albanês Rrapo Ormeni afirmou que este foi o terremoto mais intenso na região de Durres desde 1926.

+ Moradores de cidade em Minas Gerais relatam tremor de terra

+ Juiz é rendido por criminosos dentro de fórum durante assalto na Paraíba

O tremor também foi sentido na região dos Bálcãs, em Sarajevo (a 400 km de distância), na Bósnia e em Novi Sad (quase 700 km), na Sérvia, e na região de Puglia, no sul da Itália.
Na Albânia, edifícios desabaram e pessoas ficaram soterradas nos escombros. Moradores, alguns carregando bebês, fugiram de prédios de apartamentos de Tirana, a capital do país.

Duas mulheres foram encontradas mortas nos escombros de um prédio de Thumane, e um homem morreu na cidade de Kurbin depois de entrar em pânico e saltar de um edifício, informou uma porta-voz do Ministério da Defesa. 

Um homem morreu em acidente de trânsito quando uma estrada pela qual passava foi destruída durante o terremoto.

+ Criminosos invadem escola pública para furtar objetos e provocam incêndio em Santa Rita

+ Suspeito de assassinato é preso horas depois do crime em JP

Bombeiros, policiais e civis estavam retirando os destroços de prédios desabados que soterraram pessoas em Thumane. As escolas cancelaram as aulas nesta terça-feira.

As autoridades mobilizaram 300 militares para participar em operações de emergência em Durres e Thumane, onde várias pessoas seguem presas nos escombros de edifícios, informou o ministério da Defesa. Em Thumane, moradores tentavam retirar os escombros com pás em busca de eventuais vítimas.

+ Love Bus: motorista arrecada brinquedos e doa a crianças carentes

Adolescentes são detidos após briga com facões em sessão que exibia 'Frozen 2'

Vários tremores secundários foram sentidos depois do terremoto: o mais forte atingiu a magnitude de 5,3 graus, informou o Centro Sismológico Euromediterrâneo.

A mesma região da Albânia foi cenário em setembro de um terremoto de 5,6 graus, que na ocasião as autoridades consideraram o mais forte dos últimos 20 a 30 anos. Os Bálcãs são uma área de forte atividade sísmica, onde terremotos são frequentes.

Leia Também:

Vídeo: Diego Hypólito e namorado participam de louvor com Michelle Bolsonaro

'Now United' se apresenta na Globo e fãs detonam edição do programa no Twitter; veja

Corpo de Gugu é liberado de instituto médico e vai para funerária

Vídeo: sucuri de 6 metros é capturada após comer animais domésticos em Goiás

Casal é preso por fazer sexo no carro e tentar subornar policiais

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play