Polícia

Taxistas se reúnem para pedir justiça durante audiência de ex-corretor de imóveis

O ex-corretor passa por audiência de instrução pelo assassinado do taxista Paulo Damião, que aconteceu em fevereiro desse ano

Publicado em 26/11/2019 16:31 Atualizado em 27/11/2020 03:50
logo
Por Redação Portal T5
Taxistas se reúnem para pedir justiça durante audiência de ex-corretor de imóveis

Foto: Vanessa Braz/ RTC

Acontece na tarde desta terça-feira (26) a audiência de instrução do homem suspeito de atirar e matar o taxista Paulo Damião, de 42 anos, em frente a um supermercado no bairro do Bessa, Zona Norte de João Pessoa. O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro desse ano. Taxistas se reuniram em frente ao fórum.

Taxistas se reúnem para pedir justiça durante audiência de ex-corretor de imóveis

De acordo com o advogado assistente de acusação, Getúlio Souza, a audiência é preparatória, que antecede o plenário. A expectativa da acusação é que o ex-corretor de imóveis seja levado à júri popular.

"A gente vai tratar acerca da autoria e materialidade do delito, onde possivelmente o acusado deverá ser pronunciado para ir à plenário. A gente está nessa fase preparatória serão ouvidas todas as testemunhas, bem como o acusado".

Família de Hariany se incomoda com episódio de assédio em 'A Fazenda 11'

Segundo o advogado, está sendo imputado ao acusado o crime de homicídio com duas qualificadoras, o que caracteriza crime hediondo, cuja pena é de 12 a 30 anos.

"A gente espera que após ser levado ao júri popular ele seja condenado com uma pena justa e severa", disse.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Portal T5 (@portalt5) em

Para a audiência desta terça-feira (26) foram arroladas oito testemunhas pelo Ministério Público e pela acusação. A defesa também arrolou oito testemunhas e declarantes. Alguns documentos também serão analisados pelo magistrado. Entre as testemunhas estão alguns familiares, pessoas que presenciaram o fato, inclusive o motorista de aplicativo que levava o suspeito no dia do crime.

"Tanto acusação quanto defesa acharam por bem arrolar testemunhas para esclarecer melhor os fatos antes de levar ao plenário do Júri", finalizou o advogado.

Gabigol teria traído irmã de Neymar com Aline Riscado, aponta Leo Dias

Alguns taxistas se posicionaram em frente ao fórum para pedir justiça pelo colega de profissão.

Paulo Damião tinha 42 anos e trabalhava como taxista há 10. De acordo com os familiares e amigos ele era uma pessoa tranquila. Paulo morava em Goiânia e um dia ligou para o cunhado perguntando sobre como era o trabalho de taxista em João Pessoa. Segundo o cunhado, foi ele mesmo quem comprou o primeiro veículo para que Paulo começar a trabalhar na capital paraibana, lugar que ele escolheu para viver

Como o fim de ano pode abalar o seu psicológico?

Alguns taxistas relataram que Paulo era um exemplo de alguém que lutava para sempre fazer o que é certo sem privilegiar ninguém, sempre agindo com justiça. Paulo deixou dois filhos e a esposa, além de amigos e toda uma categoria.

Um vídeo, registrado câmeras de segurança, mostra o momento em que o acusado atira contra Paulo Damião, no bairro do Bessa. De acordo com a polícia, o acusado estava de carona em um outro veículo e a demora em uma manobra fez com que ele fosse tirar satisfação com o taxista e atirou.

Sem saber da morte, Viny Vieira imita Gugu ao vivo em 'A Fazenda 11'; veja

Assessora de Gugu denuncia golpe envolvendo velório do apresentador; ouça

Leia Mais: Gugu pode ter caído do sótão já inconsciente, diz médico da família; veja

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar