Paraíba

Ricardo Coutinho critica Calvário e pede provas

Essa foi a primeira vez que o ex-gestor falou desde que foi alvo da Operação Calvário

Publicado em 13/03/2020 14:57 Atualizado em 26/11/2020 23:12
logo
Por Redação Portal T5
Ricardo Coutinho critica Calvário e pede provas

O

ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), afirmou que aOperação Calváriofoi ‘preparada há anos’. Segundo o ex-gestor, ele é

alvo por ter lutado contra o impeachment da ex-presidente Dilma, ter

se posicionado a favor de Lula e visitado o ex-presidente na cadeia.

“Não

concordamos com essa forma de se fazer justiçamento em vez de

justiça, não concordamos com convicções substituindo provas,

quero saber onde estão as provas, o dinheiro”, argumentou, ao falar a primeira vez sobre o tema, nesta sexta-feira (13).

Relembre as fases da Operação Calvário e os alvos da ação

O

socialista disse que optou por se calar desde dezembro, quando foi alvo da Operação Calvário, porque não queria que suas falas

fossem interpretadas como tentativa de obstruir a justiça.

Ricardo

criticou a forma como a operação tem sido conduzida. Segundo ele,

‘companheiros’ que estavam presos não foram interrogados quando

os promotores tiveram oportunidade de aprofundar a investigação.

“Não

existe prova, a não ser desvarios. Cadê as provas? Não pode se

basear em narrativas”, pontuou.

Ricardo Coutinho e mais 6 viram réus em denúncia de esquema criminoso no TCE

O

ex-governador ainda disse que há digitais do atual governador do

estado, João Azevêdo, na Operação Calvário. Segundo Coutinho, há

trechos nas denúncias que foram relatados por João. Ele ainda

criticou a gestão de Azevêdo. “Sobrevive de restos de meu

governo” alfinetou. 

Veja também:

Sobe para 13 o número de casos suspeitos do novo Coronavírus na Paraíba

Após fortes chuvas, asfalto cede na BR-230 e abre cratera sobre ponte do Rio Paraíba

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play