Geral

Rede entrará no STF contra medida de Toffoli que beneficia Flavio Bolsonaro

Publicado em 17/07/2019 16:03 Atualizado em 18/11/2020 17:35
logo
Por Redação Portal T5

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Rede vai recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) da decisão do presidente da corte, Dias Toffoli, que suspendeu investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

O magistrado determinou a paralisação de todos os processos judiciais nos quais dados bancários de investigados tenham sido compartilhados por órgãos de controle como o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sem prévia autorização do Judiciário.
O procedimento que investiga se Flávio Bolsonaro desviou dinheiro de seu antigo gabinete na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) se encaixa na premissa.

A Rede apresentará ao tribunal uma ADPF (Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental) e pedirá que o caso seja redistribuído a outro ministro em agosto, quando o STF volta do recesso.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a medida de Toffoli "impede o funcionamento do Coaf como instituição de controle de atividades financeiras até novembro [quando o mérito do compartilhamento de dados será julgado de forma definitiva).

Leia

mais: Mulher

é agredida por namorado ao falar nome do ex, em João Pessoa

'Foi

violento, mesmo não sendo eu no vídeo', diz Paolla Oliveira após

deixar delegacia

'Boate

Azul' ainda faz o mesmo sucesso em show, diz César Menotti, da dupla

com Fabiano

Juliana,

do MasterChef, usa blogueira como exemplo para alertar sobre discurso

de ódio na internet

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play