Paraíba

Prefeito explica como será fiscalização durante interdição de parques e praias de João Pessoa

A medida foi anunciada no final da manhã desta segunda-feira (4), no Paço Municipal

Publicado em 04/05/2020 12:45 Atualizado em 26/11/2020 20:57
logo
Por Redação Portal T5
Prefeito explica como será fiscalização durante interdição de parques e praias de João Pessoa

Foto: Arquivo/Portal T5

O prefeito Luciano Cartaxo, em entrevista à imprensa, deu detalhes sobre o decreto que veta o acesso a parques, ciclovia e faixa de areia da orla de João Pessoa. A medida foi anunciada no final da manhã desta segunda-feira (4), no Paço Municipal.

As novas medidas visam aumentar o isolamento e distanciamento social na capital, onde estão concentrados mais de 60% dos casos de Covid-19 da Paraíba. Entre elas está o fechamento de três pontos muito importantes da cidade: a orla, o Parque da Lagoa, no Centro, e também Parque Paraíba 1 e Parque Paraíba 2, no bairro do Bessa.

Luciano contou que a medida passa a valer imediatamente e disse como será feita a fiscalização.

"A fiscalização será feita pela Semob, pela guarda municipal, pelos agentes da Sedurb. Também estamos encaminhando ofício ao governador do Estado para que a Polícia Militar possa nos ajudar nesse sentido, de evitar aglomeração, tanto na nossa orla, que envolve desde a faixa de areia até a calçada, o espaço para ciclovia, como também no Parque Paraíba, no Parque da Lagoa. A ideia é diminuir consideravelmente a aglomeração nessas áreas", disse.

O prefeito fez um comparativo entre o mês anterior e o atual para evidenciar a necessidade do isolamento social.

"Estamos iniciando o cenário de Maio bem diferente do que foi Abril no mês de abril. Os primeiros dias de Abril a gente tinha dois casos por dia na cidade de João Pessoa, agora no primeiro dia de Maio nós temos 60 casos, ou seja, 30 vezes mais. Há necessidade da gente ampliar o isolamento social, bem como tomar outras medidas importantes nesse sentido", alertou Cartaxo.

Segundo Cartaxo, haverá barreiras físicas nos locais de interdição e os fiscais estão orientados a dialogar com os cidadãos sobre a necessidade da interdição das áreas.

"Teremos barreiras, de maneira que a gente possa também abordar as pessoas inicialmente sempre de maneira ao convencimento, mas a legislação tá pronta também para aquelas pessoas que queiram desobedecer. Vamos fazer isso contando com a colaboração de todos. O acesso à praia e ao mar propriamente dito está proibido, como também a calçada e a ciclovia.

O prefeito ressaltou o aumento da ocupação de leitos de UTI na cidade e a demanda que a cidade vem recebendo das cidade da região metropolitana.

"Neste final de semana houve um aumento muito considerável de ocupação nas nossas UTIs em João Pessoa. Pra gente ter uma ideia, nós chegamos a marca de 92% dos leitos de UTI ocupados na cidade. Nós abrimos 14 leitos em parceria com o Hospital Universitário e o governo do estado abriu 10 leitos no Hospital metropolitano. Hoje a gente baixou essa média para 64%, mas o número de casos tem aumentado a cada dia. João Pessoa tá recebendo uma demanda muito grande na região metropolitana", contou.

Voluntários preparam 'Kit Dia das Mães' para moradoras de rua de João Pessoa; veja

Auxílio Emergencial: confusão por conta de lugar em fila termina com mulher ferida, na PB

Leia também: Saque-aniversário: saiba o que é, quem tem direito e como sacar

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado! 

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play