Brasil

Policiais procuram no mar submetralhadora usada para matar Marielle Franco e Anderson Gomes

Dois suspeitos foram detidos no início deste mês

Publicado em 24/03/2019 11:59 Atualizado em 18/11/2020 22:44
logo
Por Redação Portal T5
Policiais procuram no mar submetralhadora usada para matar Marielle Franco e Anderson Gomes

Ronnie Lessa é acusado de executar Marielle e Anderson
Ronnie Lessa é acusado de executar Marielle e Anderson Foto: Reprodução

A

Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro enviou policiais para

começarem buscas na última sexta-feira (22), no mar da Barra da

Tijuca, no Rio de Janeiro. O objetivo é encontrar a submetralhadora

HK MP5 utilizada no assassinato de Marielle Franco e do motorista

Anderson Gomes.

Leia Mais: Polícia Civil apreende 117 fuzis na casa de um amigo do suspeito de matar Marielle

A

Delegacia teria recebido uma denúncia anônima informando que a arma

do crime e outros armamentos foram jogados em um quadrante do

Quebra-Mar no último dia 14.

Na

próxima segunda-feira, as buscas continuam com o suporte da Marinha.

Embarcações e outros equipamentos serão fornecidos pelos

militares para colaborar com as buscas.

Leia Mais: Suspeito de matar Marielle Franco recebeu depósito de R$ 100 mil em dinheiro

Os

responsáveis pela investigação acreditam que a submetralhadora

estava escondida em caixas que foram retiradas de um apartamento

utilizado pelo suspeito do crime, Ronnie Lessa, na Zona Oeste do Rio

de Janeiro.

Leia Mais: PM reformado e ex-PM são presos suspeitos de matar Marielle e Anderson

Testemunhas

teriam afirmado ver suspeitos tirando várias caixas do apartamento

antes do momento de chegada da polícia, no mesmo dia em que as armas

foram supostamente atiradas no mar. 

Promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro juntamente com policiais da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, prenderam, no dia 12 deste mês, o policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos, e o ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, suspeitos de envolvimento no assassinato da ex-vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. 

De acordo com a denúncia, Ronnie teria sido o autor dos 13 disparos que mataram Marielle e Anderson; e o ex-policial estaria dirigindo o carro. 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play