Polícia

Paraibanos nus em festa realizada em prédio público vira caso de polícia; assista

Os dançarinos foram contratados na cidade de Cajazeiras, Paraíba.

Publicado em 01/11/2017 14:51 Atualizado em 26/11/2020 17:57
logo
Por Redação Portal T5
Paraibanos nus em festa realizada em prédio público vira caso de polícia; assista

A

Polícia Civil do Ceará investiga organizadores de uma festa de

Halloween realizada em Umari, no centro-sul do Estado. Segundo

denúncia do presidente da Associação dos Conselheiros Tutelares do

Ceará e ex-vereador de Fortaleza, Eulógio Neto, crianças e

adolescentes estavam no evento, que teve performances de dois

dançarinos nus.

A festa foi

realizada no último sábado, 28, nas dependências do Centro

Integrado de Idosos Mãe Dôrete, mantido pela Prefeitura da cidade.

Um vídeo

com a performance dos dançarinos divulgado nas redes sociais também

levou à investigação policial. Dois organizadores da festa

prestaram depoimento e foram soltos em seguida. Segundo eles, os

dançarinos foram contratados na cidade de Cajazeiras, na Paraíba, e

fugiram após o evento.

Neto

denuncia ainda que, além da nudez, a festa teve consumo de drogas e

bebidas alcoólicas na presença de crianças e adolescentes. A

Associação de Conselheiros Tutelares do Ceará registrou na polícia

um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) que será encaminhado

ao Ministério Público do Ceará.

Nota

Por meio de nota a Prefeitura Municipal de Umari informa que o Centro Integrado de Idosos "é sempre usado para eventos festivos, por ser o único espaço disponível na Cidade", mas que "os organizadores da festa são responsáveis objetivamente por toda prática exercida no interior do imóvel".

A nota destaca ainda que "caso tenha sido realizado qualquer tipo de transgressão penal, cível ou administrativa, a gestão municipal recomendará punição cabíveis". A Prefeitura finaliza a nota salientando que "o Centro Integrado de Idosos Mãe Dôrete sedia eventos particulares, com exceção de aniversários, casamentos e atos religiosos".

Como Umari não tem delegacia policial, o caso está sendo investigado pela delegacia da cidade vizinha, Icó.

Fonte: Estadão Conteúdo

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play