Brasil

Paraibano Sérgio Queiroz deixa governo Bolsonaro

Sérgio esteve a frente da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, vinculada ao ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, e Secretaria Especial de Modernização do Estado, cargo vinculado à Secretaria Geral da Presidência da República

Publicado em 01/08/2021 11:00
logo
Por Carlos Rocha
Pastor Sérgio Queiroz

Pastor Sérgio Queiroz (Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos)

Desde 2019 no governo Jair Bolsonaro, o pastor paraibano Sérgio Queiroz utilizou suas redes sociais neste sábado (31) para comunicar seu afastamento do cargo que ocupava. Sérgio atuava desde 2019 na Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, que é vinculada ao ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos. Em fevereiro desse ano assumiu a Secretaria Especial de Modernização do Estado, cargo vinculado à Secretaria Geral da Presidência da República. O religioso recebeu convite do próprio presidente da República para assumir os postos. A partir de agora ele deve focar totalmente em seu pós-doutorado.

Nos bastidores da imprensa que cobre política, Sérgio Queiroz chegou a ter o nome mencionado como opção para disputar a ao Senado pela Paraíba nas eleições de 2022. Apesar de negar essa possibilidade, o religioso afirmou que seu futuro político está “nas mãos de Deus”.

Damares Alves, titular do ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos comentou a publicação do paraibano: “Querido amigo, sei que tomou uma decisão sob a orientação de Deus. Você fará falta ao Governo. Eu, em especial, sentirei muita falta. Todos sabem que o senhor é meu conselheiro e ajudador. Construímos, desde a transição, o MMFDH. Pensamos, juntos, cada secretaria, diretoria, coordenação. Juntos, elaboramos o Plano de Ação e Metas e mesmo quando foi para outros ministérios contribuiu contribuindo e nos ajudando muito. Desejo sucesso na nova jornada de estudos e assim que ela for cumprida sei que estaremos todos juntos novamente, pois temos uma missão com o nosso povo e não importa o cargo ou onde estivermos sei que ainda vamos fazer muita coisa juntos pelo nosso povo. Deus tem grandes planos para sua vida, pastor querido”.

Cinfira a publicação de Sérgio Queiroz:

“Tomamos uma decisão muito bem pensada e regada a oração e temor a Deus. Decidi pedir o afastamento das minhas funções como Secretário Especial na Presidência da República para me dedicar à finalização do meu Pós-Doutorado em Direito, onde me preparo, no Brasil, para apresentar artigo científico na Universidade de Salamanca, Espanha, acerca dos impactos da Corrupção sobre a fruição de Direitos Sociais e Difusos, e como a educação para a cidadania e o bem comum pode ser a forma preventiva mais eficaz para tornarmos o Brasil um país mais justo e transparente. Agradeço à ministra Damares Alves por ter me nomeado para Secretário Nacional de Proteção Global de Direitos Humanos, ao Presidente Jair Bolsonaro pela confiança em me nomear para secretário Especial de Desenvolvimento Social e atualmente Secretário Especial de Modernização do Estado da Presidência da República. Agradeço também ao ministro Onyx Lorenzoni pelo recente convite para ocupar uma das secretarias nacionais do novo Ministério do Trabalho e Previdência, onde já atuei como Auditor Fiscal do Trabalho concursado entre 1995 e 2000. Seria mais uma função honrosa, mas declinei com pesar e gratidão. Com portas abertas deixadas pelo Presidente para um retorno no futuro, continuarei trabalhando para que o Brasil dê certo e, como cristão, orando por meus governantes, como mandam as Escrituras”.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play