Paraíba

Pai que matou a própria filha na Paraíba alegou que arma disparou sozinha

O homem vai responder pelo crime em liberdade, pois se apresentou espontaneamente

Publicado em 02/01/2021 18:30
logo
Por Carlos Rocha
Pai que matou a própria filha na Paraíba alegou que arma disparou sozinha

O delegado Ilamilton Simplício, da delegacia seccional de Queimadas, ouviu o homem acusado de atirar contra a própria filha na cidade de Boqueirão, interior da Paraíba. Ele se apresentou na delegacia na última quinta-feira (31). Em depoimento, o homem disse que não tinha a intenção de matar e que a arma teria disparado acidentalmente.

O suspeito também alegou que não teve qualquer tipo de divergência com a filha. O homem vai responder pelo crime em liberdade, pois se apresentou espontaneamente.

O crime

Uma mulher de 36 anos foi assassinada com um tiro na cabeça, no município de Boqueirão, no Agreste da Paraíba. Segundo a Polícia Civil, o suspeito do crime é o pai da vítima, que disputava com a filha a posse de uma área rural.

Conforme as investigações, o pai de Adanailza Araujo Vieira utilizou uma espingarda artesanal para disparar contra ela. Testemunhas declararam que a discussão entre o pai e filha era por conta de uma plantação em uma área do terreno. Ele não aceitava que a filha utilizasse o ambiente. Adanailza e o pai conviviam há pouco tempo. Ele chegou à Paraíba há cerca de um mês.

A mulher foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital de Boqueirão, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia também:

Pai que matou filha em Boqueirão se entrega e responde pelo crime em liberdade

Veja as datas do pagamento 2021 para quem é aposentado ou segurado do INSS

Quer seguir carreira pública? Confira os concursos previstos para 2021

Colisão entre caminhões deixa uma pessoa ferida no Acesso Oeste

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play