Política

Operação Famintos: ex-secretário de Campina Grande é condenado a 139 anos

Na sentença da 4ª Vara da Justiça Federal, outras 16 pessoas que fazem parte do núcleo de servidores do município também foram condenadas

Publicado em 17/11/2021 09:34
logo
Por Redação Portal T5
 A sentença foi publicada pela 4ª Vara da Justiça Federal

A sentença foi publicada pela 4ª Vara da Justiça Federal (Imagem: Divulgação/CRF10)

O ex-secretário de Administração de Campina Grande, Paulo Roberto Diniz, recebeu várias condenações em decorrência da Operação Famintos, que investigou fraudes na merenda escolar da cidade entre os anos de 2013 e 2019. 

Na sentença publicada nesta terça-feira (16), a 4ª Vara da Justiça Federal condena o gestor a 139 anos de pena privativa de liberdade, sendo 72 anos de reclusão e 67 anos e 08 meses de detenção. Além de multa em 1.924 dias-multa e 5% do valor de cada contrato celebrado com a dispensa indevida ou a frustração ao caráter competitivo de licitação. 

Essa é a segunda sentença da Famintos. Na primeira foram condenados empresários. Agora as condenações atingem outras 16 pessoas que fazem parte do núcleo de servidores do município. Entre elas, Maria José Diniz, esposa de Paulo Roberto Diniz, que foi condenada a 94 anos de pena privativa de liberdade, sendo 39 anos e três meses de reclusão, além de e 55 anos de detenção. 

Leia mais: 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play