Esportes

Na PB: presidente de clube se torna sócio-torcedor do maior rival após vazamento de dados

Walter disse que não vai judicializar o fato pois seria "perda de tempo".

Publicado em 22/07/2021 13:49 Atualizado em 22/07/2021 14:03
logo
Por Redação Portal T5
Walter Júnior, presidente do Treze

Walter Júnior, presidente do Treze (Imagem: Reprodução)

O vazamento de dados que atingiu milhões de pessoas no Brasil fez o presidente do Treze de Campina Grande, Walter Júnior, se tornar alvo de uma ‘brincadeira’. Ele foi cadastrado como sócio-torcedor do maior rival, o Campinense. As equipes detém a maior rivalidade do futebol da Paraíba - e uma das maiores do Brasil.

Em comunicado, Walter confirmou que trata-se de uma “infelicidade” com o seu nome. “Jamais eu iria ser sócio do adversário da cidade. Minhas cores são alvinegras, de coração e de sangue, então é impossível isso acontecer [ser sócio do Campinense]. Mas, eu entrei em contato com a empresa que faz a gestão do sócio-torcedor do rival, fiz ver o que tinha acontecido e de pronto atenderam meu pedido, cancelando essa infelicidade de alguém que quis brincar comigo”, afirmou.

Ainda segundo o presidente do Galo, não haverá providências jurídicas pois se trata de uma “perda de tempo”. “Quem me conhece sabe que eu sou trezeano, louco e apaixonado pelo meu clube. Deixa isso pra lá!”, completou, conforme publicação do Jornal da Paraíba.

Walter foi cadastrado no plano “Sou Penta”, que custa o valor de R$ 360 – sendo este um dos mais em conta. O perfil garante ao cadastrado livre acesso aos jogos do Rubro-Negro, conteúdo digital exclusivo e a participação em ações e promoções da Raposa.


icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play