Paraíba

Na PB: Justiça proíbe obra em condomínio para não atrapalhar juíza em home office

Outros moradores do local também acionaram a justiça

Publicado em 10/03/2021 09:52 Atualizado em 10/03/2021 10:01
logo
Por Redação Portal T5
Quadra de beach tennis. Imagem ilustrativa

Quadra de beach tennis. Imagem ilustrativa (Imagem: Reprodução / ACMP)

Uma determinação do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) proibiu a continuidade de obras em um condomínio residencial de luxo em João Pessoa após uma juíza reclamar do barulho da obra.


As atividades tinham como objetivo a construção de uma quadra de beach tênis que fica próxima a casa da magistrada. Na reclamação, a juíza disse que o barulho atrapalharia seu rendimento no trabalho.


A decisão tomada proíbe, inclusive, outras atividades esportivas no condomínio enquanto o julgamento e análise do caso se estender.


A autora da denúncia é a juíza Renata Pires Belmont. Ela informou que a obra acontece de forma irregular e que não houve comunicação prévia sobre a construção do equipamento de lazer. A votação que possibilitou a preparação da quadra contou com votação de alguns moradores.


"Sem dúvidas, enquanto se mantiverem as quadras de beach tênis, o local em que residem as partes promoventes deixa de ser atrativo, porque, além da falta de sossego que se esperava (imprescindível ao trabalho home office também desempenhado por aquelas e a tranquilidade de seus aposentos) passou a ter a privacidade tolhida", informou o juiz Onaldo Queiroga, responsável pela decisão.


Outros moradores do local também acionaram a Justiça para garantir a construção da quadra.


Leia também:

Governo quer pagar novo auxilio emergencial ainda em março

Revalida: Inep divulga resultado das análises de recursos

Mulher é morta a tiros e facadas; ex-marido é suspeito

Supermercado oferece vagas de emprego em João Pessoa

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play