Paraíba

Músico que arrecadou R$ 23 mil para tratar câncer inexistente é denunciado à polícia na PB

Várias pessoas que se engajaram na arrecadação procuraram a Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa

Publicado em 03/07/2020 14:45 Atualizado em 26/11/2020 18:50
logo
Por Redação Portal T5
Músico que arrecadou R$ 23 mil para tratar câncer inexistente é denunciado à polícia na PB

Após uma campanha de arrecadação de recursos para tratamento de um suposto câncer, um grupo de artistas que ajudou a causa procurou Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa para denunciar que o dinheiro não estaria sendo usado para esse fim. Um músico chamado Matheus Brisa fez uma campanha nas redes sociais com o objetivo de arrecadar dinheiro para o tratamento contra o câncer, no entanto, ele não diagnosticado com a doença e, segundo a denúncia, estaria utilizando os recursos. A campanha arrecadou cerca de R$ 23 mil.

Após o assunto ganhar repercussão, o artista foi até as redes sociais esclarecer que foi diagnosticado com pangastrite, processo inflamatório (gastrite) que ocorre na mucosa do estômago como um todo. Ele disse que a campanha que fez foi precipitada, já que não havia diagnóstico de câncer. No entanto, mesmo com o esclarecimento, muitos que se engajaram na campanha se sentiram lesados moral e financeiramente e procuraram a polícia.

“Admito que agi de forma precipitada, mas como eu estava mal, pedi ajuda como qualquer um pediria. Usei este dinheiro para pagar vários exames para ter a confirmação e graças à Deus eu descobri que não estava com câncer, mas com outra doença grave. Por isso apaguei o vídeo original e postei outro falando sobre o que aconteceu. Eu quero entregar este dinheiro que não estou usando”, disse o músico.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por ????MatheusBrisa???? (@matheusbrisaoficial) em

Segundo uma das pessoas que prestou queixa, as suspeitas começaram quando ela começou a perguntar sobre a evolução do tratamento. De acordo com a denunciante, o músico teria caído em contradições e bloqueado algumas pessoas que o ajudaram. Um dos denunciantes alegou ainda que soube que o artista teria comprado uma moto.

Matheus começou a campanha ainda em abril em uma plataforma de financiamento coletivo. Lá el informou que havia sido diagnosticado com linfoma de Hodgkin e que precisava do dinheiro para poder custear o tratamento. Ele estabeleceu a meta de R$ 15 mil e acabou conseguindo mais de R$ 23,6 mil, além de doações que foram feitas para a conta pessoal.

Em entrevista à imprensa, o músico chegou a falar que fez a campanha após um médico informar para ele que “tinha quase certeza que era linfoma”. O rapaz diz que agora vai repassar o dinheiro para pessoas que precisam.

"Eu só gastei R$ 5 mil do que recebi e tenho aqui R$ 13 mil que quero destinar para quem precisa. O restante ficou com a plataforma de financiamento", relatou o músico.

Após o recebimento de vários boletins de ocorrência, o delegado Gustavo Carletto, da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, informou que está ciente do caso e que um inquérito deve ser instaurado em breve.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar