Paraíba

Mulher é morta após solicitar medida protetiva contra ex-marido na Paraíba

Homem invadiu a casa da ex-esposa e atirou contra a vítima, na noite desse domingo (10).

Publicado em 11/10/2021 12:09 Atualizado em 11/10/2021 12:46
logo
Por Redação Portal T5
Mulher é morta após solicitar medida protetiva contra ex-marido na Paraíba

Uma jovem de 26 anos foi assassinada com um tiro no peito na noite desse domingo (10), no município de Tavares, no Sertão da Paraíba. A vítima morreu horas depois de receber a autorização da medida protetiva contra o ex-marido, que é suspeito do crime.

De acordo com a Polícia Civil, Luciana Pereira da Silva procurou a polícia após ser agredida na noite do último sábado (9). Na delegacia, ela solicitou a proteção, que foi autorizada durante a manhã do dia seguinte. "Quando o homem foi informado pelos oficiais de Justiça, ele se armou com um revólver e assassinou a esposa", disse o delegado Paulo Ênio.

Luciana foi ferida na frente dos dois filhos, de 4 e 7 anos, e da mãe.

A Polícia Militar (PM) procura o homem que fugiu após o assassinato.

Denuncie

Se você sofre ou presenciou algum tipo de violência contra as mulheres, denuncie. Em caso de emergência, a mulher ou alguém que presencie alguma agressão, pode pedir ajuda por meio do telefone 190, da Polícia Militar. 

Na Paraíba, as denúncias podem ser feitas também em qualquer uma das Delegacias da Mulher (Deam) espalhadas em todas as regiões, além do plantão 24 horas na Deam Sul de João Pessoa, que funciona na Central de Polícia.

Além desses locais, o denunciante poderá utilizar os telefones 197 (Polícia Civil), 190 (Polícia Militar, para chamado de urgência) ou o 180 (número nacional de denúncia contra violência doméstica). Outra opção é fazer um registro da denúncia através da delegacia online no endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br

Veja mais:

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play