Paraíba

Missa de sétimo dia de José Maranhão é realizada em João Pessoa

O senador José Maranhão, morreu na última segunda-feira (8) em São Paulo, em decorrência de complicações da covid-19

Publicado em 14/02/2021 11:27 Atualizado em 14/02/2021 14:02
logo
Por Redação Portal T5
Missa de sétimo dia de José Maranhão é realizada em João Pessoa

(Foto: Verinho Paparazzo / RTC)

Foi realizada na manhã deste domingo (14), a missa de sétimo dia do senador José Maranhão. A celebração aconteceu no Santuário Mãe Rainha, no bairro Aeroclube, em João Pessoa.

Familiares e amigos estiveram presentes na missa, que contou com homenagens da desembargadora Fátima Bezerra, esposa de José Maranhão.

O senador José Maranhão, morreu na última segunda-feira (8) em São Paulo, em decorrência de complicações da covid-19, aos 87 anos. Ele estava internado havia 71 dias, desde o fim de novembro, quando foi diagnosticado com a doença.

Senador mais idoso da legislatura atual, Maranhão deu entrada no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, em João Pessoa, em 29 de novembro, dia do segundo turno das eleições municipais de 2020. Após votar, o senador passou mal e foi encaminhado para exames. Na madrugada do dia 3 de dezembro, ele foi transferido para o Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, com insuficiência respiratória provocada pelo coronavírus. O quadro evoluiu para uma pneumonia viral.

O corpo de José Maranhão foi velado em Araruna, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, na Paraíba. O sepultamento aconteceu na quarta-feira (10), por volta de meio-dia e foi acompanhado por familiares, autoridades e amigos.

Biografia

Nascido em Araruna (PB) em 1933, José Maranhão foi empresário e advogado, formado pela Universidade Federal da Paraíba. Exerceu o mandato de deputado estadual quatro vezes (1955-1969), foi deputado federal em três legislaturas (1983-1995), inclusive durante a Assembleia Nacional Constituinte. Atualmente, era presidente estadual do MDB.

Em 1994, elegeu-se vice-governador da Paraíba, em chapa com o ex-senador Antonio Mariz. Assumiu o governo com o falecimento deste, e obteve a reeleição em 1998. Em 2002, elegeu-se para o primeiro mandato como senador. Voltou a concorrer ao governo estadual em 2006, ficando em segundo lugar, mas assumiu o Palácio da Redenção em 2009 após a cassação do primeiro colocado, Cássio Cunha Lima. Tentou a reeleição em 2010, sem sucesso, mas conquistou um segundo mandato no Senado em 2014.

Leia também:

+ Jornalista e radialista, Otinaldo Lourenço, morre aos 86 anos de enfisema pulmonar

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play