Gente famosa

Ministério Público vai recorrer contra absolvição do cunhado de Ana Hickmann

O promotor entende que o cunhado de Hickmann deve ir a júri popular

Publicado em 04/04/2018 19:52 Atualizado em 26/11/2020 12:03
logo
Por Redação Portal T5
Ministério Público vai recorrer contra absolvição do cunhado de Ana Hickmann

Reprodução

O Ministério Público de Minas Gerais anunciou nesta quarta-feira (4/4) que vai que vai recorrer da decisão da juíza Âmalin Azis Sant’Ana, do Tribunal do Júri de Belo Horizonte, que absolveu o cunhado de Ana Hickmann, Gustavo Corrêa.

Segundo a juíza, Corrêa agiu em legítima defesa no caso do assassinato de Rodrigo Augusto de Pádua, que planejou um atentado em 2016 contra a apresentadora, em um hotel de Belo Horizonte.  A promotoria definiu a sentença como absurda. O promotor Francisco Santiago, responsável pelo caso, disse que o recurso será apresentando ainda nesta quarta no Fórum Lafayette. O promotor entende que o cunhado de Hickmann deve ir a júri popular.

Nas redes sociais, ao saber que havia sido absolvido, Corrêa afirmou que faria tudo novamente: “Agora são três decisões favoráveis a mim contra a de um promotor que insiste em me condenar. Siga em frente na sua empreitada em destruir com a minha vida que eu sigo com minha defesa. Fiz e faria tudo de novo, sempre disse isso.

O CASO

Ana Hickmann sofreu um atentado do suposto fã em Belo Horizonte em maio de 2016. O crime aconteceu dentro de um hotel no Belvedere, zona sul da capital mineira. Corrêa matou Pádua, após ele ter atirado contra sua mulher, Giovana Oliveira, assessora da apresentadora.

O cunhado de Hickmann foi denunciado pelo MP por homicídio doloso, quando há intenção de matar. O argumento do promotor Francisco Santiago é que, como Rodrigo foi morto com três tiros na nuca, houve excesso de legítima defesa e se configura um crime de homicídio.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play