Paraíba

Ministério Público do Trabalho solicita lista de vacinados ao HU de João Pessoa

O procurador Eduardo Varandas está realizando audiências com gestores de saúde e representantes de hospitais para verificar os critérios de prioridade

Publicado em 11/02/2021 22:15
logo
Por Carlos Rocha
Ministério Público do Trabalho solicita lista de vacinados ao HU de João Pessoa

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) realizou, na manhã desta quinta-feira (11), uma série de audiências na Sede do órgão, em João Pessoa, para dar prosseguimento à ação que acompanha a vacinação da Covid-19 na Capital e em municípios da Região Metropolitana. O procurador Eduardo Varandas está realizando audiências com gestores de saúde e representantes de hospitais para verificar os critérios de prioridade entre os trabalhadores da saúde pública e apurar denúncias que chegaram ao MPT de que pessoas que não estão atuando na linha de frente da pandemia teriam ‘furado a fila’ da vacina.

Durante audiência no auditório do edifício-sede, o procurador Eduardo Varandas solicitou à Superintendência do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HU) a lista dos profissionais já imunizados na unidade de saúde e outros documentos. Segundo o procurador, o HU tem um prazo de 10 dias para apresentar a documentação ao MPT.

O MPT já ouviu o secretário de Saúde da Capital e notificou gestores dos municípios de Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e Conde, na Região Metropolitana de João Pessoa, solicitando que enviem o “Plano Municipal de Vacinação da Covid-19, com especificação das prioridades nomeadamente no tocante aos profissionais de saúde pública que trabalham na linha de frente da pandemia”.

O MPT-PB requisitou, ainda, que os municípios enviem a “Lista dos indivíduos já vacinados” e também o “Detalhamento da execução do plano de vacinação com estrita observância dos critérios estabelecidos”. O procurador quer verificar os critérios de prioridade, na fila de vacinação, entre os trabalhadores da saúde pública.

“Vamos analisar toda a documentação para acompanhar o processo de vacinação nesses municípios e verificar se houve preterição dos profissionais de saúde”, ressaltou o procurador Eduardo Varandas.

Leia também:

Secretaria de Saúde diz que vacinas em circulação são eficazes contra a nova variante do Covid-19

BBB21: Marília Mendonça apaga comentário sobre Gil após repercussão negativa

“Não vou deixar”, diz irmã de Rodolffo sobre aproximação de Karol com brother

Sindicato de Trabalhadores do ensino superior da PB defende suspensão da retomada das aulas na UFPB

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play