Geral

Menina é a única no mundo a ter a doença de Benjamin Button

Isla Kilpatrick-Screaton tem um tipo raro de displasia mandibuloacral, que causa envelhecimento rápido das células

Publicado em 17/12/2019 21:53 Atualizado em 27/11/2020 02:53
logo
Por Redação Portal T5

Você já deve ter ouvido falar sobre o 'Curioso Caso de Benjamin Button', sobretudo se for amante de cinema. O homem nasce idoso e vai rejuvenescendo conforme se passam os anos. E você sabia que uma doença similar é real na vida de uma garotinha?

A pequena Isla Kilpatrick-Screaton, de 2 anos, não deve parecer mais jovem nos próximos anos, mas, apesar da pouca idade, ela parece bem mais velha. A britânica tem um tipo único de displasia mandibuloacral, que causa envelhecimento rápido das células, e é conhecida popularmente como a doença do personagem do filme de Brad Pitt.

Isla pesa apenas 6,8kg, não fala, e tem os ossos distorcidos por causa da doença. Por ter um problema na língua e na mandíbula, ela não come, é alimentada por um tubo direto na garganta. Aos dois anos, a menina só agora aprendeu a engatinhar e, para se comunicar, usa uma espécie de língua de sinais.

Segundo o portal Daily Mail, só há 40 casos documentados na história de doenças similares à dela. Por ser tão rara, os pais de Isla não sabem muito bem como será o futuro da filha, mas contam que ela é uma menina muito feliz. “Ela é muito expressiva e comunicativa conosco, conta Stacey Kilpatrick, a mãe da garotinha.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play