Geral

Médico do Sírio Libanês, Roberto Kalil defende uso do cloroquina para tratar coronavírus

O cardiologista admitiu ter usado a droga para se curar do covid-19

Publicado em 08/04/2020 10:58 Atualizado em 26/11/2020 22:00
logo
Por Redação Portal T5
Médico do Sírio Libanês, Roberto Kalil defende uso do cloroquina para tratar coronavírus

Cardiologista do hospital Sírio Libanês, Roberto Kalil Filho admitiu ter tomado cloroquina para combater a Covid-19 e defendeu a administração do medicamento em pacientes hospitalizados.

As informações são da jornalista Monica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. "Tomei a cloroquina com corticóide, antibiótico. Ela é um anti-inflamatório. Se é há uma chance de que o paciente melhore, se pode salvar vidas, tem que ser ministrada", diz ele.

O cardiologista admitiu também já ter tratado vários pacientes com a substância. Ainda assim, ele defende que seja aguardado o resultado de estudos científicos feitos por instituições como a Fiocruz para saber da eficiência da droga.

"Eles vão dar a resposta definitiva. Mas, se existe alguma chance, temos que começar a usá-la já", diz.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play