Brasil

Mãe deixa bebê de 2 meses como ‘garantia’ em boca de fumo

O Conselho Tutelar recebeu a denúncia e, com apoio da Polícia Militar, foi até o ponto de venda de drogas e resgatou o bebê.

Publicado em 09/06/2021 16:37 Atualizado em 09/06/2021 17:19
logo
Por Redação Portal T5
Um bebê de dois meses foi abandonado em uma boca de fumo

Um bebê de dois meses foi abandonado em uma boca de fumo (Imagem/Divulgação)

Um bebê de dois meses foi abandonado, na terça-feira (8), em uma boca de fumo em Pontes e Lacerda, a 487 km de Cuiabá.

Conforme informações da Polícia Militar e da Polícia Civil, a mãe tem 28 anos e é usuária de drogas. Ela deixou a criança no local como ‘garantia’ de que retornaria para pagar uma dívida com os traficantes.

O Conselho Tutelar recebeu a denúncia e, com apoio da Polícia Militar, foi até o ponto de venda de drogas e resgatou o bebê. A mãe não foi localizada até esta quarta-feira (9).

No local havia duas mulheres, mas elas não assumiram que a pegaram como garantia do pagamento.

O bebê foi levado ao Lar de Apoio à Criança (LAC) de Pontes e Lacerda. Um dia antes, na segunda-feira (7), o juiz Cláudio Deodato Rodrigues Pereira, da 2ª Vara de Pontes e Lacerda, havia retirado temporariamente a guarda da criança da mãe.

A delegada Bruna Caroline Laet explicou que foi aberta uma investigação para apurar o crime previsto no artigo 238, do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA): prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa.

“Nessa situação repugnante, a mãe de um bebê o entregou em uma boca de fumo como garantia que retornaria para pagar. A criança foi, de certa forma, um pagamento pela droga adquirida. Nas investigações vamos apurar a conduta da mãe e das pessoas que receberam o bebê como pagamento”, disse a delegada.

VEJA TAMBÉM
 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play