Paraíba

Lutador de jiu-jitsu desaparecido é encontrado morto em prédio abandonado

Deivison Torres estava desaparecido desde o último sábado (11). Ele sofria com síndrome do pânico.

Publicado em 13/08/2018 17:29 Atualizado em 26/11/2020 07:13
logo
Por Redação Portal T5
Lutador de jiu-jitsu desaparecido é encontrado morto em prédio abandonado

Local onde o lutador foi encontrado morto, em João Pessoa
Local onde o lutador foi encontrado morto, em João Pessoa Foto: Reprodução/WhatsApp

O lutador de

jiu-jitsu Deivison Gustavo Torres, de 36 anos, que estava

desaparecido desde o último sábado (11), foi encontrado morto na

tarde desta segunda-feira (13) dentro de uma prédio abandonado na Av.

Bento da Gama, no bairro da Torre, em João Pessoa. O estabelecimento já foi uma loja de pneus.

O rapaz saiu de casa

por volta das 14h, no bairro de Manaíra, sem nenhum objeto pessoal,

e desde então não voltou mais. De acordo com sua mãe, ele sofria

com síndrome do pânico, mas foi a primeira vez que passou por algo

parecido. Desde o fim de semana, os familiares do lutador se

mobilizaram para tentar encontrá-lo, divulgando sua foto e

informações pessoais na televisão e nas redes sociais.

Deivison estava desaparecido desde o último sábado (11)
Deivison estava desaparecido desde o último sábado (11) Imagem: Reprodução/TV Tambaú

A vítima foi encontrada sem roupa no local por um morador de rua, e a suspeita é de que ela tenha se enforcado com um cabo de aço. A Polícia Militar foi acionada e constatou o óbito. Pouco depois, familiares de Deivison também compareceram ao estabelecimento para reconhecer o corpo.

A mãe do rapaz deu entrevista ao programa Tambaú da Gente no início da tarde desta segunda, e relatou que seu filho não tinha vícios. “Nunca bebeu, nunca fumou, nunca foi envolvido com nada. É um trabalhador, trabalha em um condomínio no Altiplano e em uma boate no final de semana. Ele tem alunos a quem dá aula de jiu-jitsu. É uma pessoa que não é violenta”, explicou.

Deivison Gustavo Torres era casado e deixa um filho de 9 anos de idade.

Leia também:

Por problemas estruturais, MP solicita que Casa da Cidadania de Campina Grande seja interditada

Quase 77% dos acidentes na Paraíba envolvem motociclistas

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play