Brasil

Justiça manda soltar Joesley Batista e executivos do grupo J&F

O grupo foi detido após denúncia de repasses ilícitos em um esquema de corrupção.

Publicado em 12/11/2018 15:29 Atualizado em 26/11/2020 03:47
logo
Por Redação Portal T5
Justiça manda soltar Joesley Batista e executivos do grupo J&F

Joesley Batista
Joesley Batista Foto: Reprodução / UOL / Internet

Uma

habeas corpus assinado pelo ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ),

ordenou

a soltura do

empresário

Joesley Batista. Além

de um dos donos da JBS, a decisão autoriza a soltura dos executivos do grupo J&F, Ricardo

Saud, Florisvaldo Oliveira e Demilton Castro.

O grupo foi detido na

semana passada pela Polícia Federal durante

a

Operação Capitu. Joesley, por exemplo, foi

preso na última sexta-feira (9) junto ao

vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (MDB).

+ Maitê Proença é sondada para assumir Ministério do Meio Ambiente no governo Bolsonaro

Nefi

atendeu

ao

pedido da defesa do grupo.

Um

inquérito policial foi

instaurado

em maio deste ano com

base nas

declarações do corretor Lúcio Bolonha Funaro sobre um suposto esquema que atuava na Câmara dos Deputados e no Ministério da Agricultura.

Em

depoimento, o delator falou

sobre supostos pagamentos de propina a servidores públicos e agentes

políticos. Os

beneficiários

atuavam de

forma direta

ou indireta entre

os anos de

2014 e 2015. A

JBS teria repassado cerca

de R$

7 milhões para o grupo político do MDB da Câmara que

fazia parte de um extenso esquema de repasse ilícito cujo operador

era

Lúcio

Bolonha Funaro.

Leia mais: Bolsonaro posta foto em que aparece com faixa presidencial; confira

‘Canibais’ que viveram na PB e vendiam coxinha de carne humana serão julgados em Recife

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!

Para sugerir pautas, entre em contato com a redação pelo número (83) 9.8684-1874 e 3015-37

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play