Paraíba

Justiça determina que vereadores de Santa Rita devem responder processo em liberdade

Conforme as investigações, eles são suspeitos de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

Publicado em 07/11/2019 01:03 Atualizado em 18/11/2020 09:51
logo
Por Redação Portal T5
Justiça determina que vereadores de Santa Rita devem responder processo em liberdade

Foto: Divulgação

A

Justiça determinou que os onze vereadores da cidade de

Santa Rita, na Grande João Pessoa, que

foram detidos na Operação

Natal Luz devem responder o processo em liberdade. A

decisão foi da

juíza Maria dos Remédios, da 2ª

Vara Mista da Comarca do

município, após

audiência de custódia realizada

na noite desta quarta-feira (6), no Fórum Juiz João Navarro

Filho. 

Também foi decretada a busca e apreensão de todos os computadores da Câmara Municipal de Santa Rita e que durante o processo, está proibida a participação dos vereadores em seminários, congressos e pagamento de diárias. 

De

acordo com as investigações, eles são suspeitos de forjarem um

congresso para justificar o deslocamento para a cidade de

Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

A

operação foi deflagrada na madrugada dessa terça-feira (5) e os

políticos foram presos na BR-101 quando voltavam de Recife para

João Pessoa, após desembarcarem de viagem no Aeroporto dos

Guararapes, na capital pernambucana.

Veja mais:

+Vereadores de Santa Rita prestam depoimento em audiência de custódia

Vereadora passa mal após prestar depoimento em Santa Rita

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play