Paraíba

Justiça da PB condena caminhoneiro a 30 anos por morte e estupro de adolescente

O crime aconteceu no dia 6 de agosto de 2019, na estrada para Capim, no Litoral da Paraíba

Publicado em 02/12/2021 14:13
logo
Por Carlos Rocha
Justiça da PB condena caminhoneiro a 30 anos por morte e estupro de adolescente

Justiça da PB condena caminhoneiro a 30 anos por morte e estupro de adolescente (Foto: Reprodução/ Web)

Foi condenado a 30  anos de prisão em regime fechado o caminhoneiro acusado de estuprar e matar uma adolescente de 16 anos. O corpo de Karolina Oliveira Gomes foi encontrado em um canavial na cidade de Mamanguape, Litoral Norte da Paraíba, em 2019. Ela saiu de casa, na cidade de Goianinha, no Rio Grande do Norte, para imprimir um trabalho escolar.

A decisão foi da juíza da 1ª Vara Mista de Mamanguape, Brunna Melgaço Alves. O júri popular aconteceu presencialmente nesta quarta-feira (1º), no Fórum Desembargador Miguel Levino O. Ramos, em Mamanguape. Participaram apenas os envolvidos e familiares da vítima. O placar do júri popular não pôde ser divulgado porque o caso corre em segredo de justiça.

O caso

O crime aconteceu no dia 6 de agosto de 2019, na estrada para Capim, no Litoral da Paraíba. A estudante foi encontrada sem roupas, com sinais de estrangulamento e golpes de faca, conforme a perícia. Segundo o delegado Tiago Cavalcanti, aos suspeito está sendo imputado o crime de feminicídio. “A gente está atribuindo o feminicídio pelas circunstâncias que foi atribuído o crime. A gente entende que houve menosprezo a condição de mulher”, disse.

A vítima residia com a família no município de Goianinha, no Rio Grande do Norte, e passou 24 horas desaparecida após sair de casa para imprimir um trabalho da escola em uma lan house, segundo os pais da jovem.

O suspeito do crime foi localizado pelas equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil da Paraíba na BR-232, em Custódia, município pernambucano. Imagens de câmeras de segurança flagraram a vítima conversando com o motorista de caminhão momentos antes do crime.

Além dele, outros dois homens que estavam com o celular da jovem também foram presos. Os suspeitos estavam no bairro do Ibura, no Recife. 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play