Paraíba

Justiça adia julgamento de suspeitos de envolvimento na morte de Higor Natan

O adiamento se deu por conta da ausência de um dos advogados de defesa, que estaria em uma viagem no exterior.

Publicado em 04/12/2019 09:51 Atualizado em 27/11/2020 03:31
logo
Por Redação Portal T5
Justiça adia julgamento de suspeitos de envolvimento na morte de Higor Natan

Foi adiado o julgamento dos três suspeitos de envolvimento na morte

do corretor de imóveis Higor Natan. A sessão aconteceria nesta

quarta-feira (04), no 2o Tribunal do Júri de João

Pessoa. A nova data ficou definida para 18 de dezembro às 9h.

O adiamento se deu

por conta da ausência de um dos advogados de defesa, que estaria em

uma viagem no exterior.

Relembre

Higor

Natan foi assassinado quando chegava no condomínio em que residia,

no bairro dos Bancários, na Zona Sul de João Pessoa. O crime

aconteceu no dia 7 de outubro de 2014. Segundo informações

levantadas pela Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta

teriam abordado a vítima e atirado duas vezes contra o jovem. Os

tiros atingiram o pescoço do universitário, que morreu no local

antes de receber atendimento médico.

Inicialmente

o caso foi tratado como latrocínio (roubo seguido de morte), mas

depois as investigações mostraram que o crime teria sido motivado

por um relacionamento ocorrido entre um dos suspeitos e a namorada da

vítima.

Suspeitos

Em 7 de novembro de

2014, a polícia prendeu um dos suspeitos na cidade de Patos, no

Sertão do estado. Os outros envolvidos foram presos na cidade de

Juarez Távora, no Agreste, e o último foi detido em janeiro de

2018, no Jardim Paulistano, em Campina Grande.

Leia Também:

+ Saiba quanto custa o ingresso para a maior roda gigante da América Latina

+ Criança de 5 anos morre em incêndio dentro de casa em João Pessoa

+ Justiça adia julgamento de suspeitos de envolvimento na morte de Higor Natan

+ Motorista de aplicativo tem carro e sapatos roubados em João Pessoa

+ Psicólogo paraibano é suspeito de agredir ex-esposa e atirar contra funcionários de hotel no Recife

+ 'Xeque-Mate': Leto Viana pagou R$ 200 mil para cada vereador, diz investigação

+ Quatro vereadores de Cabedelo são afastados em sexta fase da 'Xeque-Mate'

+ Suspeito de estuprar a filha de 10 anos é preso na Paraíba

Como presente de aniversário, Gkay pede R$ 10 para hospital do câncer de JP; veja

Justiça determina que Rodrigo Bocardi pague R$ 580 mil a banco

Vídeo mostra momento em que crianças são arremessadas de brinquedo em parque de diversões

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play