Paraíba

Jornalismo é essencial e ganha força na pandemia de coronavírus no Brasil

Profissionais ainda tem a função de confrontar informações falsas, disseminadas por aplicativos de mensagens

Publicado em 30/04/2020 08:00 Atualizado em 26/11/2020 21:06
logo
Por Redação Portal T5

O jornalismo profissional ganhou força nos últimos meses com o crescimento da pandemia do novo coronavírus no mundo. A atividade que sempre prezou pelo acesso à informação a leitores, ouvintes e espectadores, atualmente cumpre o papel essencial de comunicar, esclarecer e denunciar os fatos necessários para proteção da vida. 

Produtores, repórteres, editores e apresentadores são a ponte entre a sociedade e as autoridades públicas e sanitárias. Por meio de sites na internet, rádios e televisão, dúvidas são frequentemente elucidadas e dificuldades são questionadas. 

Os jornalismo profissional ainda tem a função de confrontar informações falsas, disseminadas por aplicativos de mensagens em milhares de celulares pelo mundo. As Fake News ganham corpo em crises políticas, eleições, como também, diante desta pandemia. 

A demanda de esforços aumentou nas redações durante a cobertura sobre a pandemia. Transformações foram inevitáveis: medidas de segurança à saúde, desde a readequação de horários, higienização de ambientes e adesão ao teletrabalho fazem parte da nova rotina de jornalistas.

Aumento da audiência 

Pesquisa recente divulgada pelo Kantar Ibope afirmou que no Brasil o tempo médio de cada pessoa na frente da TV aumentou 1h20, chegando a 7h54, por dia. O Nordeste superou a média nacional e teve 1h23 de aumento do consumo. 

O estudo também apontou que nas primeiras semanas da crise, a programação jornalística cresceu mais do que a média.

Os ouvintes encontraram uma nova forma de consumir o rádio. Quem tinha a companhia da plataforma dentro do carro, durante trajetos, hoje continua consumindo as informações dentro de casa. Dados preliminares de São Paulo, mostram que a quantidade de minutos ouvidos diariamente por pessoa permanece quase inalterada. Na pequisa, 71% os ouvintes questionados afirmaram que consumiam a mesma quantidade de rádio ou mais, após as medidas de isolamento social.

Para Ramon Nascimento, pesquisador em Estudos da Mídia, a internet nos Smartphones também é grande influenciadora do aumento de consumo de informação produzida pela imprensa e disseminada pelas pessoas. No entanto, ele afirma que é preciso ter atenção às Fake News. "Há também ataque e negação às informações divulgadas por jornalistas profissionais por conta da notícias falsas potencializadas por robôs, em velocidade assustadora. Se as pessoas não fizerem um exercício de contra fluxo elas podem cair em armadilhas", disse à Rede Tambaú de Comunicação (RTC).

Segundo o pesquisador, a boa informação, produzida pela imprensa profissional é comparada a um remédio contra a pandemia.

O vigilante Paulo Sérgio busca ficar atualizado pela televisão. “Ficamos sempre informados com as notícias. Sem elas como é que vamos saber das coisas?”, indagou. A confiança do profissional de segurança nos meios de comunicação é confirmada pelas pesquisas, que mostram o aumento do consumo durante a pandemia: "Sempre estou assistindo para me alertar contra a doença", afirmou.

Os profissionais de saúde também reconhecem a importância do jornalismo para divulgação das informações: Os meios de comunicação sempre nos dão espaço para divulgações. A boa informação é indispensável para prevenir a pandemia", disse Bruno Leandro, representante do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

Decreto 

A Presidência da República também considera o Jornalismo uma atividade fundamental. Jair Bolsonaro (sem partido) definiu como essenciais as atividades e os serviços da imprensa como medida de enfrentamento à pandemia de Covid-19. 

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, deverão ser resguardados o exercício pleno e o funcionamento de todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, “incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, entre outros”. A medida visa garantir a difusão de informações à população e também cumpre o princípio constitucional da publicidade em relação aos atos praticados pelo governo.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play