Brasil

​Homem que estuprou enteada 63 vezes é condenado a mais de mil anos de prisão

A defesa do condenado informou que vai recorrer da decisão.

Publicado em 15/02/2019 15:33 Atualizado em 25/11/2020 20:01
logo
Por Redação Portal T5
​Homem que estuprou enteada 63 vezes é condenado a mais de mil anos de prisão

Fórum da cidade de Fernandópolis
Fórum da cidade de Fernandópolis Foto: Reprodução / Google Street View

A

Justiça da cidade de Fernandópolis, no interior de São Paulo,

decretou pena de 1.008

anos de prisão ao

homem acusado de estuprar a enteada por pelo menos 63 vezes.

De

acordo com a investigação, os

abusos começaram

quando

a

vítima

tinha pelo

menos

seis anos de idade. O

crime só parou de ser cometido quando a vítima tinha 11 anos. Foi

nesse período que a mãe

da

vítima

rompeu o relacionamento com o autor

das agressões.

O

cálculo da pena contabilizada as 63 vezes em que o estupro aconteceu

multiplicado pela pena de 16 anos (que é prevista para crimes

hediondos). Entre os agravantes está a condição do caso se tratar

de crime continuado contra uma menor de 14 anos.

Por

se tratar

de crime

hediondo, o

condenado

teria de ter cumprido ao menos dois quintos da pena, que

equivale a 403 anos de detenção.

Entretanto,

assim

que

a

sentença for mantida no tribunal, o réu ficará pelo

menos

30 anos preso em regime fechado.

À

imprensa, a

defesa do

condenado não comentou o caso, mas, garantiu que entrou com recurso.

Leia mais: Alertas da Defesa Civil ajudam a prevenir riscos

Ministra da Agricultura cumpre agenda na Paraíba neste fim de semana

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!

Para sugerir pautas, entre em contato com a redação pelo número (83) 9.8684-1874 e 3015-3741.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play