Paraíba

Greve de professores da rede particular deixam 30 mil sem aula, no Agreste da PB

Eles pedem reajuste salarial de 10%

Publicado em 18/05/2018 09:42 Atualizado em 26/11/2020 10:23
logo
Por Redação Portal T5
Greve de professores da rede particular deixam 30 mil sem aula, no Agreste da PB

Os

professores e profissionais de instituições particulares de

educação do Agreste paraibano decidiram entrar em greve por tempo

indeterminado nesta sexta (18). O objetivo é reivindicar reajuste

salarial de 10%.

Com

a decisão cerca de 30 mil alunos devem ficar sem aula. De acordo com

o Sindicato

dos Trabalhadores do Ensino Privado do Agreste e da Borborema

(Sintenp), que representa a categoria, os donos das escolas oferecem

o reajuste de 3,3%, o que seria, segundo os professores,

insuficiente.

As

negociações devem seguir com assembleias feitas uma vez por semana.

De

acordo com o Sindicato Patronal das Escolas Privadas de Campina

Grande (Sinepec) os professores não têm motivo para pausar as

atividades. Segundo o mesmo sindicato todos os direitos são

garantidos. 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play